A Minha primeira mamada

Olá pessoal, prazer, me chamo Júnior, tenho 23 anos, 18 cm e 90kg, sou parrudinho rsrs
Esse é meu primeiro conto, sempre leio os contos daqui e sempre quis relatar minhas aventuras rsrsrs.
Bom, esse conto aconteceu na minha adolescência, eu nunca tinha ficado com homens o tesão que eu tinha por homens era desconhecido ainda, era apenas uma atração, mas hoje posso afirmar que sou GAY, apaixonado por ROLA E UMA BUNDA DE MACHO.

Sete Sensações Anestésico


Na época eu fazia aula de teatro e frequentava uma igreja, um colega da igreja que morava na minha rua fazia esse curso ( Chamarei ele de Bruno, Purrudo peludinho, um pau de uns 14 cm e muito grosso), Eu estudava a noite. Um dia ele me parou a tarde e disse que ia ter um ensaio extra a noite para uma peça que iríamos fazer, aí eu disse ok, não sabia desse ensaio mas disse que iria, avisei meus pais que iria faltar na escola para ir ao ensaio.

Ele me pegou na minha casa na hora combinada e fomos no seu carro, chegando no ensaio descobri que era uma aula normal, achei muito estranho e para não perder viagem participei da aula. (GENTE, NUNCA TINHA PASSADO NA MINHA CABEÇA QUE ELE GOSTAVA DE HOMENS).
Aula terminou e fomos para o carro para irmos embora, no caminho ele para o carro num lugar no meio do mato, que durante o dia todos da cidade usava como estacionamento. Eu achei muito estranho, ele disse que queria conversar comigo, fiquei com medo, pensei que ele tinha descoberto que eu estava namorando escondido uma menina da igreja, fiquei parado um transe, sem falar nada… Ele só disse que queria saber mais sobre mim, conversar um pouco… (Sabemos o que ele queria rsrs. Na época eu não fazia idéia que ele gostava de homens, e como eu nunca tinha ficado com homens não sabia o que iria acontecer).

A CONVERSA COMEÇOU COM A MÃO DELE NA MINHA COXA, ele fez umas perguntas besta pra mim e eu respondendo meio gaguejando pois a mão dele na minha coxa me deixou meio sem jeito, do nada ele chega perto do meu pescoço e deu uma fungada no intuito de me arrepiar, que no caso ele não conseguiu hahaha, ele disse que fazia isso no irmão mais novo dele e que o irmão dele ficava todo arrepiado, DO NADA ELE DA UMA APERTADA DO MEU PAU, ele estava mole mas começou a ficar duro na mesma hora, eu perdi o controle, não acreditava no que estava acontecendo ali naquele carro, ninguém nunca tinha pego assim no meu pau, nunca tinha tido uma aproximação tão grande com alguém, rolava só uns beijos nas menininhas, ele abriu meu ziper e colocou meu pau pra fora, estava duro pra caralho, ele segurou meu pau, deu uma olhada e disse que era bem maior do que o pau dele, e perguntou de poderia chupar meu pau, eu só acenei com a cabeça que podia…

Nossa, quando a língua dele relou na cabeça do meu pau meu corpo deu uma arrepiada forte, era uma sensação nova, um mix de tesão com medo me rodeava, e ele começou a engolir meu pau, engasgava nele me levando ao êxtase, meu pau pulsava muito eu gemia baixinho, estava adorando aquela mamada, fiquei ofegante com tudo aquilo. Ele tirou o meu pau da boca dele e disse que minha rola era muito gostosa, e perguntou se eu queria chupar o pau dele também e eu topei na hora, nunca tinha chupado um pau mas tentei fazer tudo o que ele fez no meu, quando fui chegando perto eu senti aquele cheiro forte de macho, um mix de suor com o pré gozo dele, eu adorei aquele cheiro, passei a língua no pau babado dele e amei o gostinho, comecei a enfiar o pau dele na minha boca, ele falava para eu ir de vagar e tomar cuidado com os dentes porque machucava, fui seguindo as instruções dele e ele começou a gemer muito…

Ele então disse para eu parar de chupar e perguntou se eu queria tentar um sexo anal, eu topei, meu tesão estava a mil então ele veio por cima de um e ficou roçando seu cuzinho no meu pau, eu me revirava de tesão mas ele disse que no carro era difícil a penetração (Hoje em dia eu sei que no carro da pra transar perfeitamente hahahahaha), aí tentamos o inverso, fui em repeti tudo o que ele havia feito, fui em cima dele e tentei colocar o pau dele no meu cuzinho virgem que não deu certo, aí depois voltamos para o oral, ele me chupou muito, muito, muito ao ponto de eu querer gozar, ele perguntou se eu queira gozar e eu disse que sim, aí ele cuspiu na mão dele e começou uma punheta gostosa em mim, toda aquela sensação era nova, meu corpo tremia de tesão, eu gemia muito e disse que ia gozar, então ele começou a passar sua língua no cabeça do meu pau enquanto punhetava ele, eu pirei e jorrei leitinho na boca dele, e ele começou a sugar cada gotinha da minha porra quentinha e deixou meu pau limpinho, meu corpo relaxou e eu encostei do banco do carro exausto…
Ele disse que estava tarde e que tínhamos que ir embora. No caminho ele disse que não não podia comentar com ninguém sobre o que aconteceu e que seria um segredo nosso, eu disse para ele ficar tranquilo que o segredo dele estava guardado.
Chegamos na minha casa, ele deu tchau, sai do carro e entrei no portão de casa. Eu não acreditava no que tinha acontecido, só sabia que tinha amado muito…
Foi aí que começou o meu tesão por homens, um tesão que tenho até hoje.

Espero que tenham gostado do meu primeiro conto. Tudo o que foi dito realmente aconteceu tudo!!!

Tenho muitas histórias guardadas comigo hahahaha
Se você gostou pode comentar e curtir, assim saberei que vocês querem ou não saber mais histórias minhas… rsrsrs

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.