Coroa com o cuzinho pegando fogo

Olá pessoal meu nome é Arnaldo. Acabei de co completar 46 anos. Tive uma infância e adolescência normal. Morei com minha mãe até os 21 anos , ela é do interior de São Paulo. Aos 21 anos de idade fui morar em São Paulo , arrumei um emprego bom , vivia de casa pro serviço e do serviço pra casa , mas em compensação minha vida fora da empresa era zero. Fiquei conhecendo Alexandre , um negro muito bonito. Ele me olhava diferente , hoje eu sei que queria me comer , me arrependo muito ter perdido aquele macho. Foram 9 anos morando em São Paulo , foi aí que tive uma oportunidade de emprego no exterior , na Espanha pra ser exato. Morei em Sevilha por 10 anos e novamente só vivia pro trabalho. Nesse intervalo de tempo conheci Carolina , uma morena muito bonita. Tive um leve namoro de 2 anos com ela.

Foi com Carolina que perdi minha virgindade , foi com ela que vi uma buceta pela primeira vez. Foi com Carolina que depois de ter uma ejaculação precoce ela fez um fio terra em mim. Confesso que senti um enorme tesão. Foi com Carolina que depois de um 69 entre eu e ela fez xixi na minha boca.
Carolina sentiu que dificilmente eu faria ela ter vários orgasmos , terminou o namoro entre a gente. Fiquei triste com a separação e resolvi voltar pro Brasil , foi então que vim para a região de Curitiba.
Fiquei maravilhado com a beleza dos parques curitibanos , foi num desses parques que aconteceu algo que mudou minha vida para sempre.
Era uma sexta-feira e fui passear no parque Barigui , dei algumas voltas na ciclovia até que resolvi ir até um local mais afastado e cheio de churrasqueiras.
Estava sentado em uma churrasqueira bem afastada e senti vontade de fazer xixi. É cheio de trilhas pelo meio do mato. Peguei uma trilha daquela e me embrenhei pela mata adentro.
Ouvi conversas , fiquei curioso. Um senhor de 60 anos mais ou menos chupava o cacete de um negão. De repente o senhor para de chupar o pinto do negão , abaixa a calça , arrebita o rabo e é comido pelo negão. Fiquei impressionado com o tamanho do cacete do negão e como o senhor agasalhava o pinto do negão com seu cuzinho.
Meu pipi tava bem durinho vendo aquela cena e meu cuzinho tava piscando de tesão.
Alguns minutos depois o senhor tira o cacete do seu cuzinho e começa a chupar o pinto de novo , até que o negão ejacula na boca do senhor. Eu escondido atrás de uma árvore vi tudo o que aconteceu. Quando o senhor vai embora , saio de trás da árvore e vou saindo de mansinho. Mas…
— Ei você aí , me espera.
Chega até onde eu estou.
— Você viu tudo o que aconteceu aqui?
— Sim.
— O que você achou?Você gosta também?
O negão , aliás Paulão como era chamado , estava sem camisa , aproveitou e abaixou a bermuda , aí pude ver aquele pinto de perto.
Paulão tinha um corpo muito bonito e com o corpo inteiro nu ficava mais bonito ainda.
— Quer pegar eu deixo.
Peguei aquele pauzão que foi crescendo na minha mão.
— Chupa ele , fique a vontade , ele é todo seu.
Coloquei aquele pinto na minha boca , Paulão pegou minha cabeça e pressionou até o fundo da minha garganta. Cheguei a engasgar. Depois de fazer isso várias vezes , me puxou pelo braço e me levou mata adentro.
Continua…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.