Fui encoxado no ônibus lotado

Hoje de manhã ao pegar o ônibus lotado para o metrô, acabei ficando bem no degrau da porta de entrada e precisei me expremer ao máximo pra porta poder fechar por detrás de mim, já que o ônibus estava extremamente cheio.

Sete Sensações Anestésico

Bem, quando o ônibus finalmente começou a andar, me ajeitei melhor, ficando com a lateral escorada na porta e segurando no ferro que abre e fecha a mesma.

Acontece que, para poder entrar no ônibus, acabei expremendo uma garota que estava do lado direito da porta e também um rapaz que estava do lado esquerdo. Fiquei no meio dos dois, virado de frente pra garota e de costas pro rapaz (nada proposital).

Num certo momento, em um dos vários balanços do veículo, senti que minha bunda havia encostado no rapaz e, para minha surpresa, também senti que não havia sido por acaso, já que ele estava um pouco mais pra frente de seu lugar.

Fiquei meio sem graça, sou bastante tímido e isso nunca tinha me acontecido. Sou casado, sempre tive experiências sexuais só com mulheres… Mas, ao mesmo tempo, fiquei com muito tesão e não fiz nada pra mudar a situação…

Acho que ele notou que eu havia gostado daquilo e encostou ainda mais na minha bunda, de um jeito um pouco mais forte dessa vez e, pude sentir seu caralho extremamente duro, totalmente colado em mim.

Tomei um pouco de coragem então e comecei a mexer minha bunda bem devagar, pude sentir o quão grande e delicioso era aquela pica e acabei correspondido com uma leve empurrada que ele me deu com o cacete.

Não satisfeito, abaixei minha mão esquerda e deixei ela bem do lado do meu corpo. Virei um pouco desencostando minha bunda dele e encostei as costas da mão bem de leve naquela rola.

Nesse momento, senti ele suspirar mais forte e entendi isso como um “OK.. continue”. Comecei a suavemente passar a mão de um lado para o outro, sempre aproveitando o fato do ônibus estar lotado e estarmos em um local que ninguém conseguia ver o que estava acontecendo…

Já que a coisa tinha tomado um rumo tão sério… tomei a liberdade e virei minha mão deixando o caralho dele praticamento do meio dela. Mais ou menos dei uma bela pegada naquele cacete e comecei a punhetá-lo levemente… Ele não fez nada então continuei, com as pontas dos dedos ficava subindo e descendo a mão na pica volumosa e deliciosa. Como ele estava de calça social, pude sentir todo o volume e até o calor daquele mastro…

Notei que faltava pouco para chegarmos na estação e ao invés de usar somente a ponta dos dedos, comecei a usar a mão toda para alisar meu “novo amigo”. Senti que ele estava com muito tesão, não só pela dureza da pica, mas porquê a respiração dele estava cada vez mais ofegante.

Aproveitei muito os últimos metros antes do ônibus para no ponto, alisei a rola dele de tudo que foi jeito e cheguei até por a mão no saco do safado. Mas, quando o busão parou para todos descerem, dei uma última apertada no caralho descomunal e fui sentido à roleta sem coragem de olhar na cara dele…

Foi uma experiência intensa e maravilhosa, que só contribuiu pra aguçar minhas fantasias com homens que nunca pude realizar, culpa da timidez que me faz perder sempre o melhor da vida. Espero que tenham gostado, eu gostei muito e não achava que isso poderia acontecer comigo um dia !!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.