Gringo gostoso me comeu no hostel

Olá, esse é o meu primeiro conto e, ovbiamente, sou novo nisso mas garanto que vou tentar lhes dar a melhor experiência possível ao lê-lo. Tenho 20 anos, sou alto, pardo, tenho um corpo atlético e não gosto de me rotular, portanto, vocês verão várias histórias (tanto quanto aleatórias) em meu perfil.

Sete Sensações Anestésico

A história de hoje é um relato sobre algo que se passou em Agosto de 2018 em Lisboa, cidade essa que eu tinha escolhido como pontapé do meu passeio pela Europa que tanto sonhei. Mal sabia eu que logo no início dessa viagem eu já passaria momentos maravilhosos.

Ao sair do aeroporto eu peguei um uber e fui direto ao hostel onde havia reservado e havia um grupo de turistas Argentinos que moravam em Buenos Aires, no total em 8 (4 homens e 4 mulheres), brincamos um pouco sobre futebol e comentamos sobre a copa do mundo que havia sido realizada no mês anterior. Eles já estavam quase de saída quando e me chamaram pra conhecer a cidade com eles mas eu estava muito cansado da viagem e precisava dormir um pouco, além disso eu sabia que ia ficar de vela e isso não era uma boa ideia pra mim.

No hostel onde fiquei haviam 10 camas, 8 eram dos Argentinos, uma minha e a última era de um cara que quando eu cheguei estava dormindo. Era quase 15 horas e eu decidi dormir um pouco e acordar por volta de 20 pra levantar, me arrumar e conhecer a noite Portuguesa mas eu mal sabia que meus planos não dariam certo. Eu dormi demais e acordei por volta de 22 horas, vi que já não dava pra jantar em nenhum lugar legal e resolvi dormir pra tentar acordar cedo no dia seguinte e conhecer a cidade.

Minutos depois eu percebo que não consigo dormir pois havia alguém conversando no celular, quando olho para as outras camas do hostel eu vejo que aquele cara que antes estava dormindo, agora estava se masturbando ao falar alguma mulher no celular e aquilo me deu um puta tesão pois ele tinha um corpo muito malhado, era um moreno claro e tinha um pau de uns 14cm. Havia um pouco de luz da rua e com isso ele pôde ver que eu estava o observando e o safado continuou ali, se masturbando ao falar com uma mulher em inglês e olhando pra mim sem nenhuma vergonha na cara. Eu achei aquilo uma loucura e fui dormir (depois me arrependi disso).

Horas depois eu acordo com os Argentinos chegando bêbados no hostel mas não fizeram barulho por muito tempo, logo foram dormir. Porém, horas depois, eu fui acordado mais uma vez e dessa vez eu (que estava deitado de bruços vestindo apenas um calção e sem cueca) fui surpreendido por uma mão na minha bunda. Na hora eu me arrepiei todo e até pensei em fazer um escândalo mas eu me lembrei que estava em outro país com pessoas que nunca mais eu veria e até então eu só tinha transado com um homem na minha vida, resolvi deixar rolar. O safado então percebeu que eu não reagi e foi apalpando a minha bunda com mais força e se deitou ao meu lado. Assim ele começou a me acariciar mais e mais, passando a mão na minha bunda até que eu senti o safado passando o pau na minha bunda. Nessa altura eu, que estava de bruços, já tinha até dobrado uma das pernas pra facilitar qualquer entrada.

Ele então se sentou em cima da minha bunda, abaixou meu calção, pegou um lubrificante e começou a passar o dedo no meu cuzinho. Eu fiquei louco e não consegui me segurar, comecei a gemer e ele vendo minha vontade começou a passar o pau na minha bunda ameaçando penetrar até que eu ouço o som de que ele tava abrindo a camisinha. Nesse momento eu pensei: agora tá tudo perfeito!

Eu peguei meu travesseiro, coloquei por baixo da minha cintura pra facilitar e então ele começou a colocar o pau no meu cu, pedi em inglês pra que fosse devagar e assim o fez, só que depois começou a colocar mais fundo e a meter mais rápido e eu fiquei louco de tesão e comecei a reparar que aquele pau que eu jurava ter uns 14 centímetros era muito maior que eu imaginava e ele de perto não era tão musculoso quanto parecia, mas ainda assim era muito gostoso.

Ele começou a meter de um jeito tão gostoso que me deixava louco, eu ficava me segurando pra não gemer alto e então ele se deitou por cima de mim e eu pude sentir sua barba roçando minha nuca enquanto ele beijava meu pescoço. O que deixou a foda incrível é que naquele momento o quarto estava todo escuro pois alguém (com certeza ele) havia estendido as cortinas, e isso proporcionou uma foda sem um olhar pro outro, apenas com toques e gemidos. Ele então me põe de 4, me segura pela cintura e começa num vai e vem absurdo. Minhas pernas tremiam de tanto tesão e ele continuava ali firme e forte, nesse momento eu já não conseguia segurar os gemidos e ele me comia de quatro colocando a mão na minha boca pra eu não fazer barulho.

Com toda aquela cena acontecendo, um macho gostoso me comendo de quatro, com a mão na minha boca em um quarto com outras 8 pessoas me deixou maluco e acabei gozando sem ao menos colocar a mão no meu pau, apenas sentindo aquelas estocadas gostosas na minha bunda. Até que ele para de meter em mim, me vira pra ele e coloca o pau já sem camisinha na minha boca, era um claro sinal de que ele ia gozar e eu comecei a chupar aquele pau como se fosse o último pau do mundo pois queria sentir cada gota do que ia sair de lá. Comecei a passar a língua na cabeça do pau dele enquanto o masturbava e reparei que a respiração dele começou a ficar ofegantee me preparei pra receber tudo na minha boca (afinal eu sei que nós homens quase nunca avisamos).

Ele então gozou e eu pude sentir o sêmem encher a minha boca, engoli tudo e depois ele deu um longo beijo na minha boca e se levantou pra ir dormir. Eu, fiquei por algum tempo pensando no que aconteceu e depois de uns cinco minutos fui tomar um banho pois eu estava todo soado e voltei a dormir (ou tentar).

No dia seguinte acordei cedo e reparei que o safado gostoso já estava no banho se limpando do que fizemos ontem, pensei em invadir o banheiro pra uma Parte II mas deixei de lado, fui procurar no celular alguma padaria por perto e quando o vi entrar no quarto quase não acreditei no que vi, ele não tinha barba!!! Fiquei maluco e comecei a andar pelo quarto olhando na cara do pessoal e vejo que 3 dos 4 argentinos eram barbudos, ou seja, qualquer um dos 3 poderia ter me comido na noite anterior. E apesar de gostar do mistério, eu queria saber quem era o ousado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.