Meu cunhado curte cuzinho apertado

Vou relatar uma das fodas mais incríveis que vivi até hoje. Como já disse, sou casado com mulher. Adoro foder minha esposa, socar fundo até encher sua bucetinha de porra farta. Mas minha obsessão é rola. Adoro mamar e rebolar num pau, servir de fêmea pra um bom macho socador.

Sete Sensações Anestésico

Meu cunhado (irmão de minha mulher) é mais baixo, careca, corpo definido pelas atividades de seu trabalho e da prática de alguns esportes. É um tesão de homem. A mulherada conta que ele é um lobo na cama. Ele também é casado e pai de um casal de filhos. Nos damos bem pra caralho!

Marcamos um churras em casa entre a família, e percebi que o Nicolas veio sozinho. Perguntei o que houve e ele disse que tinha brigado com a mulher e resolveu vir pra beber e esquecer o problema. Falei pra ele chamar uns amigos pra gente tomar umas e conversar. Adoro seus amigos, pois são muito machos e gostosos. Cheiram testosterona de longe.

Churras no fim, e todos nós pra lá de bêbados, seus amigos foram embora e nossa família tbm. Minha mulher foi para a casa de seu irmão conversar com a cunhada sobre a tal briga deles, pois elas são muito amigas.

Nicolas e eu estávamos na beira da piscina bebendo cerveja, e pergunto o porque da briga. Ele começa a se soltar e fala que sua mulher é muito fresca – que não topa meter como ele gosta. Disso eu já sabia. Rolava vários comentários que ela se negava a dar o cú pra ele. Todo bom macho adora foder um cú!

Convidei Nicolas para entrar pra gente jogar videogame e ele de pronto aceitou. Sentamos no sofá e propositalmente pego meu celular e abro um site pornô pra ver um anal hetero. Mostro a ele, e ele fica hipnotizado: caralho, olha que puta essa mina! Que vontade de comer um cozinho assim (alisando o pau sobre a bermuda).

Claro que não perdi a oportunidade: macho bêbado com tesão não escolhe cu não! Me levantei e segui para o videogame coloquei-me de 4 fingindo arrumar o aparelho. Puto como sou, estava de shorts de futebol fininho sem cueca. Empinei bem abrindo meus glúteos, e fiquei assim piscando o cuzinho por alguns instantes. Ao olhar para o sofá, vejo Nicolas com o pau pra fora punhetando-o e olhando pra mim, enquanto bebia mais cerveja.

Descaradamente, despi-me e sentei-me nu ao lado do meu cunhadão. Começamos na broderagem. Nunca imagine que isso ia acontecer, pois ele é muito macho. Inicio a punha pra ele, e ele se relaxa no sofá bebendo mais cerveja. Não resisto e em segundos, caio de boca naquela rola comedora de bucetas. Que paladar! Rola de macho hétero é outro nível. Mamo feito uma puta e Nicolas geme se retorcendo de prazer. Aproveito cada cm daquele pau envolto em pentelhos descuidados, que subiam por seu abdômen até o umbigo.

O que eu quero é dar o cu para meu cunhado: levanto-me e coloco-me de 4 no sofá. Nicolas se levanta e tira a bermuda e a cueca. Ele vem direto matar sua sede de cu em meu rabo. Sem dizer uma única palavra, cai de boca linguando meu cuzão todo aberto. Pega minhas nádegas e afunda seu rosto fazendo aquele cunete delicioso que me fazia delirar; sua barba rala me arrepiava todo. Sua língua quente invadia meu reto e em reposta eu piscava comprimindo sua língua. Em delírio de tanto tesão, peço rola: me fode cunhadão! Fode do jeito que vc quer foder, vai…

Nicolas posiciona sua piroka no meu cuzinho, e como um bom macho já empurra tudo de uma vez, como eu gosto. Já começa a deslizar. Meu cu está molhado feito a buceta da mulher dele. Ele soca fundo e forte, e o êxtase do sexo entre homens nos toma por completo. Começo a gemer feito macho. Fode, cunhadão! Mata a sua vontade de cu, caraaaaalho! Se sua mulher não dá o cu pra vc, eu dou, porra! As estocadas aumentam e chegam a ser violentas. A socada é foda demais, que pegada! Ele me pega e me joga de frango, e em seguida vem meter mais! Ele não se cansa! Vendo-o de frente, devorando-me, noto as veias de sua cabeça careca saltadas. Seu olhar fixo, boca calada, suor escorrendo por seu rosto e peito mostram seu prazer de foder o macho que é casado com sua irmã. Ele estica seus braços em meu pescoço e fode com uma força viril descomunal. Seu suor me cobre em pingos pesados. Ouço uma única frase: viado do caralho!! Que delícia de cu! Em seguida, sinto ele estremecer ao gemer ofegante. Nicolas começa a leitar meu cu todo arrombado. Que delícia! Enquanto ele gozada me fodia cada vez mais forte. Cada jato era uma socada mais intensa. Ele cai sobre mim, e ficamos nisso por alguns instantes.

Ouvimos o carro de minha esposa chegando na garagem. Corremos para a piscina e mergulhamos, fingindo estarmos ali aproveitando a noite quente após o churrasco. Seus filhos vieram com ela para fica na piscina. Brincamos todos juntos. Quem perdeu foi a fresca da mulher dele. Tô sempre matando a sua fome de cu!

Naquela noite, após todos irem embora, comi muito minha mulher na beira da piscina. Gozei gostoso na sua buceta com o leite do seu irmão no meu cu.

Essa foi nossa primeira vez! A primeira de muitas fodas em total sigilo. Transamos no trabalho, na casa de minha sogra, em seu carro e tanto na minha casa, quanto na dele.

Nossas fodas são cada vez mais intensas, sempre sigilosas e com muito tesão, com direito a muita leitada no rabo.

Aquele abraço e muitas gozadas!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.