Meu enteado me flagrou de calcinha

Período de férias da faculdade do Gustavo (meu enteado), 19 anos, franzino, alto mas com o corpo definido de quem malha para ganhar musculatura, esqueci que ele estaria em casa de férias, minha esposa, como todos os dias, me deu um beijo e foi trabalhar, levantei e fui tomar banho, separei a roupa, uma camiseta preta e uma calcinha fio dental vermelha (amo ficar de calcinha de manhã em casa) e fui lavar a louça que havia ficado na pia, me distraí e nem me dei

conta do barulho da porta do quarto abrindo e continuei lavando a louça tranquilamente, a pia da cozinha fica junto a janela do lado oposto a porta da cozinha, ele levantou e foi direto para a cozinha, quando entrou deu de cara comigo de costas, de calcinha fio dental vermelha e camiseta, ele logo me zoou, de shortinho enfiado na bunda eu já tinha visto agora, de calcinha não imaginava, minha mãe sabe disso, me virei assustado puxando a camiseta tentando me esconder, NÃO ADIANTA SE ESCONDER, vamos direto ao ponto, o que eu ganho pra ficar calado e não contar nada para minha mãe; minha esposa e eu já saímos os dois usando calcinha e shortinho, ela sabe que uso calcinha em casa de manhã, mas se descobrir que o Gustavo

descobriu, aí fudeu geral, – o que você quer? É dinheiro?- não!!!! E foi chegando perto e encoxou na minha bunda grande, vai dar pra mim bem gostoso, prá começar chupa meu pau, me abaixei, abrindo a bermuda dele tirei uma pica monumental, grande e grossa, cheia de veias, cacete delicioso de quem punheta todos os dias, chupei devagarinho a cabeça e deixei deslizar pra dentro, ele fechou os olhos e relaxou, comecei a chupar intensamente alternando com mordidinhas, chupadas e lambidas, punhetava aquele mastro gostoso, levantei e debrucei na pia abaixando a calcinha até os joelhos, abri as pernas, ele posicionou no meu cuzinho e meteu deliciosamente sem pena, me segurei na janela e ele começou a tirar até quase sair tudo e

enfiava de novo devagarinho, foi almentando a pegada, segurou firme na minha cintura e bombava loucamente soltando urros de tesão bem baixinho ( uhh, uhh, uhh) senti que ia gozar, e incentivei, soca forte, dava umas estocadas fortes que sentia bem lá dentro, soca, soca, soca, ele cada vez mais forte, gozou enchendo o meu cuzinho de porra, a cada gozada uma estocada bem fundo, gozou pra cacete, depois que gozou continuou dentro de mim, duro e num vai e

vem lento, garoto novo, tem vigor, foi amolecendo dentro de mim e sua pica saiu do meu cuzinho mole, escorreu um monte de porra de dentro da minha bunda, ele se vestiu e foi pro banheiro, eu fiquei ali debruçado sobre a pia, ofegante e com a bunda melada e doída, quando ele saiu do banheiro, chegou pertinho de mim e disse, – amanhã quero na cama, vou te comer de quatro, e saiu da cozinha, foi assim que começaram as deliciosas férias com meu enteado

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.