Minha primeira penetração

Olá pessoal ! Meu nome é Victor e vou relatar a minha primeira penetração e experiência homoxessual.
Tudo aconteceu quando eu tinha era adolescente… E na adolescência eu me masturbava diariamente às vezes até 3 ou 4 vezes por dia… E como a maioria, eu tinha primos que sempre passava as ferias comigo… Numas dessas temporadas de férias veio visitarmos um primo chamado Luiz, um pouco mais velho que eu… Era um rapaz lindo, cabelos aloirado e comprido, olhos azuis e pele branca, mas bronzeada, corpo bem definido e uma bunda de da inveja em

muitas garotas na época… Eu moreno claro, um pouco mais alto que ele, cabelos castanho escuro, olhos cor de mel, ou seja castanho bem clarinho, que sempre era elogiados, corpo bonito e mas era muito inexperiente, virgem de tudo… Eu tinha acabado de sair da puberdade e não sabia ainda o que era gozar fazendo sexo, só gozava punhetando, afinal de contas nunca tinha feito penetração… Mas o meu primo parecia que era experiente, contava histórias de fodas, trepadas e metidas em menina, meninos e animais, isso me deixava louco de tesão, dizia já ter feito várias vezes…

Aquilo não saia da minha cabeça e no chuveiro tomando meu banho ou a noite no silencio do meu quarto eu lembrava das histórias contadas por ele e me acabava na punheta… Bom num final de semana apareceu repentinamente nossa avó para nos levar para o sitio dela em Jundiaí… Então fomos nós com ela e chegando lá, a casa tinha apenas 3 quartos onde um era dela, outro do meu tio seu filho casula e o vago ficou eu e meu primo… Além de dividirmos o quarto, também timos que dividir uma cama de casal… Até ai tudo bem só queríamos diversão mesmo… Certo dia a gente foi de bike até um posto de gasolina que ficava uns 2 km do sitio, e lá na época tinha uma banca de jornal, um paraíso de revistas pornô… Meu primo muito safa comprou uma e voltamos para o sitio… À noite no quarto fomos olhar a tal revista, tinha muitas fotos de garotos gay nus, uns chupando, outros fudendo e outros sendo fudido, uns se

masturbando, e sendo masturbados… Muita putaria gostosa mesmo… Ficamos loucos só de ver… Eu nunca tinha visto um cara comendo o outro… Quando começamos a ver a revista o meu pau começou logo a ficar duro… Fiquei com vergonha, e parei de olhar e fui dormir… Meu primo continuou a foliar a revista por alguns minutos e veio se deitar também… Passados já algum tempo, acho que mais de uma hora com certeza, meu primo quieto sem esboçar nenhum movimento, não parecia estar acordado…

Eu com um tesão monstruoso, cobri minha cabeça e tirei meu pau pra fora do short, debaixo do edredom e comecei uma deliciosa, gostosa e alucinante punheta… De repente nos meus suspiros ofegantes e delírios de fantasia senti a mão do meu primo no meu pau, puts que susto do caralho, quase morri de medo e depois de vergonha… Coloquei meu pau pra dentro do short, mas o meu primo não se sentia nada envergonhado e já debaixo do edredom comigo, enfiou a mão por dentro do short e começou a bater uma punheta para mim, isso tudo olhando bem pra mim… Eu sentia um misto de vergonha e medo que pedi para ele que não fizesse aquilo, pois poderia chegar alguém… Ele disse quase sussurrando que a porta tava trancada, e que eu não precisava ficar com medo e nem assustado… Ele enfiou a mão debaixo do

travesseiro e pegando a revistas folheio-a me mostrou um garoto fazendo uma gulosa num cacete enorme que até babava… Vendo que eu era dominado pelo tesão, me perguntou se eu deixava ele fazer em mim… Eu estático não respondi nada, ele então começou a folhear as revistas novamente e em uma das páginas vimos um rapaz batendo uma punheta no outro…
E perguntei a meu primo porque ele fazia aquilo no outro… Ele disse que ele fazia porque era gostoso… Nessa hora eu já estava com o pau trincando de duro e o meu primo batendo uma punheta sozinho… Quando ele passou para outra página vi que saia um líquido do pau do rapaz, olhei para meu primo ele sorriu safadamente e perguntou quer gozar também… Fiquei

curioso e excitado, comecei a bater uma punheta olhando aquelas fotos e chamei o meu primo para fazer o que aqueles meninos estavam fazendo… Meu primo aceitou e atacou meu pau com uma gula… Ele ficava batendo punheta no meu pau e chupando com tanta força que estralavam os chupões… Depois de algum tempo ele pediu para eu colocar o pau no seu cú e eu não aceitei… Ele disse que se eu colocasse o meu pau no cú dele seria um sonho realizado, porque ele sempre quis dar o cú pra mim… Eu disse a ele que só ia por o meu pau no cú dele e não ia deixar ele por no meu, ele aceitou… Ele abaixou o short e virou de costa para mim, eu coloquei

o meu pau na entrada do cuzinho dele… Ele mandou empurrar mais um pouco para poder entrar, mas na hora que realmente o pau encaixou ele não aguentou e deu um grito e tirou… Tentamos mais 2 vezes sem sucesso… Então ele preferiu me punhetar até eu gozar feito um louco… Adormecemos depois de algumas conversas picantes…
No outro dia pela manhã ajudamos nosso tio nos afazeres com os animais… No período da tarde após o almoço, fomos para o pomar comer frutas, o pomar ficava uns 200 mts da casa e perto de pequeno pasto… Eu e meu primo ficamos lá conversando e comendo frutas… Eu perguntei pra ele se já havia fudido meninas, ele disse que sim… Eu perguntei se foi bom ele contou com detalhes como foi e eu fiquei louco só em ouvir… Pergunte se comeu garotos ele disse que duas vezes… Eu perguntei se ele tinha comido cú de garota, ele disse que nunca, já

deu o cú antes, ele respondeu que não… Então perguntei porque ele queria dar o cú pra mim, ele respondeu: “ você já se olhou no espelho cara? Você é um tesão meu… Eu sempre desejei que você me fuder bem gostoso”… Eu perguntei você é viado, gosta de homem? Ele respondeu: ”nada haver, eu não sou viado eu gosto de mulher, mas tenho tesão em alguns homens, em você então sou loco por você… Vou te confessar sempre vinha na sua casa eu espiava você no banho pelo vitro… Já vi você se masturbando varias vezes e bati tantas pensando em ti meu… Vic tudo em você é lindo, boca, olhos, braço, pernas, principalmente as coxas e essa barriguinha, bunda e costa maravilhosa, seu pinto é o mais lindo que já vi, você não tem defeito”… Eu

perguntei porque ele nunca havia me falado, ele disse por ter medo de minha reação… Eu falei do meu tesão pela bunda dele também, mas tinha medo de isso me fazer ser gay… Ele respondeu que nada, isso não faz de você viado, desejar comer um cú de garoto, pega num pau, bate punheta pra outro até da o cú, não faz de você gay… Gay é quem não gosta de mulher e só quer homem, para mete e casar com eles e tomar o lugar da mulher…
Nessa hora de conversas franca, um cavalo começou a fuder uma égua no pasto e nós ficamos olhando aquela cena e rindo… De repente meu primo mandou eu esperar e saiu, uns 10 minutos depois ele voltou com um pote de creme da vovó na mão… Ele disse, agora eu quero ser a sua

égua… E completou como estava difícil entrar ontem a noite eu já coloquei no cú um pouco de creme de cabelo… E colocando um pouco em minha mão, disse: “passa no seu pau”… Eu passei e meu pau ficou lisinho e ele abaixou o short e eu fui pincelando meu pau na sua bunda até parar na porta do cúzinho e fui empurrando e dando pequenas estocadas até que como magica entrou de uma vez como se o cú dele tivesse engolido sem mastigar meu pau… Após alguns segundos tentando entender o que houve eu fui fodendo o cú de meu primo até que senti algo que nunca tinha sentido… Meu primo pedia pra eu gozar e mandava que fosse mais rápido porque doía muito… Quanto mais rápido eu fodia o cú quentinho de meu primo mais gostoso ficava até que não aguentei mais e começou a sais uns jatos de porra do meu pau juntamente com uma sensação estranha e gostosa, mil vezes melhor que punheta… Quando terminei meu primo disse que agora era o começo de algo melhor entre nós e fizemos juramento de nunca contar a ninguém…

À noite na cama baixei meu short e ele começou a mamar o meu pau depois que gozei em sua cara e boca, passamos mais creme e ele ficou de 4 e, ofereceu o cú novamente… Comecei a meter, mas como tava doendo muito ele pediu que eu colocasse um pouco mais de creme… Eu coloquei e o pau foi deslizando melhor no seu cúzinho… Como ele estava sentindo um pouco de dor, pediu para que eu terminasse logo… Meu primo começou a ir cada vez mais rápido com o quadril e dizia que queria sentir eu gozar dentro dele… Rapaz alguns minutos depois estava sem aguentar e pedi a ele que fosse mais rápido… E ele obedeceu, a bunda dele se chocava com meu pau o barulho era estralados… De repente ele disse que ia gozar e começou a gemer e percebi quando ele estava gozando pelos choques que seu corpo dava e piscadas no cúzinho apertando meu cacete e foi escorregando o corpo como se quisesse deitar eu o segurei e senti quando alguns jatos de porra quente eram colocados dentro do seu cú e soltei grunhidos e gemidos… Quando nós terminamos retirei o pau do seu cúzinho e deitei na cama dizendo que nunca tinha gozado em um cú e que queria outro dia…

Eu fiquei alí olhando sua bunda branquinha e perguntei se seu cú tava doendo… Ele disse sim, mas achei gostoso… Aquela semana metemos dia sim, outro não… Hoje ele está casado e mora no exterior e nós nunca tocamos mais no assunto, mas aqueles dias foram inesquecíveis… Fim

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.