Moreno sarado do app

Mano a história que vou contar para vcs aconteceu há pouco tempo, estava eu num domingo jogado no sofá em casa, de bobeira, vendo seriados no netflix quando me veio o tesao de entrar nos aplicativos de pegação.
Um seriado com um cara morenão gostoso me deixou excitado.
Entrei no Hor… e fui dar uma olhada… foi quando me deparei com um perfil de um cara que já haviamos trocado mensagens algumas vezes no passado, papos quentes até, mas nunca tinha saido disso, perdemos contato, e falamos e perdemos de novo e por ai vai.

Enfim nunca saia disso.
Mas naquele domingo eu estava mais aceso, ousado, resolvi ser mais incisivo no papo.
Chamei ele que logo me respondeu.
Ficamos papeando um pouco e fui logo ao ponto, dizendo que estava com muito tesao, sozinho em casa se ele não queria me comer.
Ele topou na hora.
Ele era bem sarado, no que diz respeito a cara definido, não grandão musculoso, barriga trincada, 176m de altura, uns 72kg e dote normal, uns 18cm e 29 anos.
Eu com meus 170m 68k e 19cm branco lisinho, 36 anos – Ele moreno jambo, peito ligeiramente peludo.
Marcamos de nos encontrar no metro e de lá fomos para casa.
Mal fechei a porta de casa já nos atracamos no corredor, a final já tinhamos falado várias vezes, sabiamos o que cada um gostava e etc.
Ele me beijou intensamente e me empurrou contra a parede com certa força.
Confesso que me assutei um pouco mas me excitei.
Ai ele me virou de costas ergueu meus braços e me apertando contra a parede começou a lamber minha orelha, meu cangote, meu pescoço… beija e me lambia freneticamente.
Foi descendo lambendo cm por cm minhas costas até achar minha bunda. Beijou muito ela, lambeu muito ela, eu não conseguia nem questionar nada, apenas sentia, e ele era muito dedicado. Lambia e beijava muito.
Abria minha bunda com suas mãos e enfiava sua lingua no meu cuzinho. Beijava minhas nadegas e voltava a lamber meu orificio.
Me virou novamente e me pegou no colo, e disse só me aponta onde é seu quarto moleque.
Me levou no colo até o quarto me jogou na cama, tirou toda sua roupa e puxou o que restava da minha.
Se jogou sobre mim, me lambendo o suvaco, meu peito meu pescoço, o cara era muito dedicado.
Me virou de bruços novamente e procurou meu cuzinho e lambia e lambia enfiava a lingua e lambia. Aquilo ia me enloquecendo.
Deitou-se ao meu lado me oferencendo sua rola enquanto continuava a lamber meu cuzinho.
Ficamos num 69 frenético por uns 10 minutos. Cheguei a melar meu pau quase gozar só de sentir a dedicação daquele macho moreno lambendo meu cuzinho com vontade.
Me levantou, me pôs no canto da cama de quatro e comecou a me penetrar devagarinho. Me comia no cantinho da cama e urrava… segurava pelas minhas ancas. Puxava meu cabelo com toques de pitada de safadeza, me comia e olhava pelo espelho, mas era carinhoso sempre lambendo minha nuca, costas e procurando minha boca para beijar deliciosamente com seus lábios carnudos de negro.
Me colocou de frente para o espelho de pé contra ele e me comia demoradamente.
Trocou de posição, ergueu minhas pernas, me comia e sempre beijava.
Me jogou na cama novamente e continuou a me comer, agora de bruços.
Eu não conseguia falar, apenas obedecia e tremia de prazer.
Ei ele se levantou tirou o pau de dentro de mim me pegou pela mão e me levou até o canto do quarto. Me empurrou contra o chão e me comeu no chão ao lado da cama. Ele gemia, falava besteiras, me beijava e lambia minha nuca.
Me ergueu voltamos pra cama e ai deitou e me mandou cavalga-lo.
Eu montava naquele macho moreno, segurava aqueles peitos fortes e duro com minhas mãos, e sentia as estocadas dele.
Aquilo estava me pirando.
Ele as vezes parava chupava meus peitos e voltava a me comer, sempre segurando nos meus peitos que são até que malhadinhos, grandes, bons de segurar.
Metiamos muito, ele segurando no meu peito, e hora pela cintura, não eu rebolava, tinha perdido a vergonha e resolvi rebolar cada vez mais naquela rola, segurando ele pelo torax. Aquilo me deixava louco, até que gozei, sem me tocar, sem por a mão.
Vendo eu gozar assim, ele enloqueceu, aumentou as estocadas e logo gozou também. Enchendo a camisinha.
Era muita porra.
Fomos pro banho, ele ainda de pau duro, nos pegamos mais um pouco embaixo do chuveiro, o garoto tinha um fogo, mas isso deixo para contar outro dia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.