No banheiro do Shopping com Amigo

Venho aqui com um conto rapidinho.
Algo que me aconteceu com um amigo no banheiro do shopping.
Caso queiram saber melhor leiam o conto “Com amigo no cinema”

Sete Sensações Anestésico

Enfim, recebi uma mensagem do Dani pra gente ir no cinema ver um filme, já me animei imaginando que seria como da outra vez, lembrei e a boca encheu de água com vontade de chupar ele.
Segue +/- o que tinha nas mensagens

Dani – E aí cara, blz? Saiu aquele filme tal que comentei com vc e vc disse que gostava, vamos assistir?
Eu – E aí Dani. Tudo bom? Vamos sim. Mas é legendado? ??
Dani – Hahahaha, não, mas se quiser, podemos pegar um assim.
Eu – Confesso que hj eu aceitaria um convite desse ein.
Dani – Vamos ver se tem
Eu – Ok.

Combinamos hora e local, não me lembro ao certo o filme, pois nem chegamos a assitir, vocês vão entender mais pra frente.
E esse lance de filme legendado vocês tbm vão entender lendo o conto que mencionei, mas por cima, nesse dia pegamos um filme legendado, poucas pessoas na sala, mamei o Dani e ele me comeu na sala do cinema.
Pois bem, depois de ler aquela mensagen de “vamos ver se tem” já fiquei com mais vontade ainda de chupar o Dani.
Cheguei no local, ele um pouco depois e ficamos conversando um pouco sobre tudo até que ele menciona

Dani – Então, vamos ver o filme?
Eu – Quero muito um legendado hj
Dani – Aiaiai, blz.
Eu – Que ótimo, não vai se arrepender.

Fomos ver mas o legendado já tinha passado e demoraria mais 3 horas a ter outro.

Dani – Poxa, vai demorar 3 horas o próximo.
Eu – Ai que droga, não vou aguentar 3 horas queria muito te chupar logo.
Dani – Eita, nem disfarça.
Eu – Pra que? Não precisamos mais disso, e vai dizer que vc não quer tbm?
Dani – Quero sim.
Eu – Tem alguns motéis aqui perto, dá pra gente ir lá, faz o que tem que fazer e ainda da tempo de vir ver o filme.
Dani – Não, melhor, vem cá.

A gente sobe pro andar onde nos encontramos e ele me guia até o corredor do banheiro e paramos

Eu – Que foi?
Dani – Os banheiros desse andar estão fechados, eu vi quando cheguei, tem uma faixa e placa de não entre, se a porta estiver aberta, a gente fica tranquilo lá dentro.

Na hora gelei, pq alguém podia ver a gente entrando ou alguém poderia entrar também, funcionários do shopping ou qq outra pessoa, sei lá.

Eu – Mas e se virem a gente?
Dani – Não passa quase ngm aqui, olha eu vou e quando vc perceber que não tem ngm aqui perto, vc entra tbm, vou te esperar lá dentro.
Eu – Não, espera Dani.

E ele saiu, abriu a porta, me deu um sorriso safado e entrou.
Fiquei sem reação, geralmente não sou medroso pra essas coisas, mas ali fiquei sem saber o que fazer, olhei para os lados e tinha um casal passeando então decidi não entrar e ia mandar msg pro Dani sair, pq eu não iria.
Assim q o casal sumiu não apareceu mais ngm, comecei a suar frio, ansioso, o medo era grande, mas a vontade de chupar e saber q se eu entrasse eu chuparia gostoso era demais.
Então fechei os olhos, respirei fundo e fui, andei rapidinho, abri a porta e entrei.
Quando fiz a primeira curva pra ir aos mictórios e pias dou de cara com uma cena linda. O Dani com a calça abaixada até o joelho, pau duro na mão e me diz com um sorriso fdp

Dani – Estava te esperando. Vem cá.

Me hipnotizei, acho que fui flutuando até ele, quando percebi já estava pegando no pau dele ele com as duas mãos nos meus ombros olha nos meus olhos e diz

Dani – Vem chupar minha rola.
Eu – Ahã

Ajoelho ali mesmo e no momento que minha boca agasalha seu pau, todo aquele medo e ansiedade sumiram, ficou só tesão e paixão por aquela rola, foi um belo de um boquete caprichado.
Me acabei de chupar aquela rola, passamos uns 10 minutos naquele banheiro sem ngm falar uma palavra, só se ouvia os barulhos das chupadas, os gemidos e as respirações ofegantes.
Eu parecia um apaixonado mamando devagar aquela delícia grossa na minha boca, até que Dani decide falar

Dani – Quero comer seu cu.

No mesmo segundo, levanto, abaixo a calça, me apoio nas pias e fico de bunda empinada pra ele, ele se posiciona atrás, cuspo na mão e passo no cuzinho, sinto seu pau encostando, pego ele e sinto bem duro, direciono ele pra entrar certo, assim que entra jogo a bunda pra trás e fico rebolando eu estava em êxtase com aquilo tudo daquele jeito.
Depois ele começou a meter devagar, eu só olhava pra trás nos olhos dele e gemia a cada enfiada.

Dani – Você faz cada cara de puta quando dá o cu.
Eu – Aaaaiiiii, Delícia.
Dani – Gosta do meu pau aqui dentro? Te fudendo?
Eu – Aaaaaiiii, huhum. Amo
Dani – Então toma ele todo

Ele vem enfiando tudo devagar, sinto me invadindo, era um tesão descontrolado que eu estava, na hora que ele empurra tudo e dá uma com firmeza pra penetrar tudo, eu solto um “ooohhh” viro os olhos e abro a boca na hora de tanto prazer e nisso acabo ficando com a cabeça virada pra frente pros espelhos da pia, assim eu via ele metendo lá trás e ele tbm via minhas caras pelo espelho.
Ele começava a meter mais rápido, mais forte e eu encarando ele pelo espelho e gemendo muito. Quando eu olhava pro espelho amava minhas caras de tesão, mordendo os lábios, boca aberta, fazendo bico, várias vezes me deparei comigo no espelho e pensava “Uau, que puta” era gostoso demais, eu estava quase gozando.

Eu – Daniiiii, aaaiiii, continua assim, não para que eu vou gozar.
Dani – Goza na rola do teu macho
Eu – Continua metendo gostoso assim que eu tô quase.
Dani – Daqui a pouco eu gozo tbm.
Eu – Goza Gostoso, mas não para.

Ele metia firme e não era rápido, estava perfeito e acho que mais umas 10 enfiadas daquela eu gozava.
Foi quando escutamos a porta abrindo, ele tenta sair, seguro ele pela camisa e falo com cara de sério e bravo.

Eu – Você não ouse sair daí agora!
Dani – Vem vindo alguém
Eu – Foda-se, me come, tô quase.
Dani – Quer saber, foda-se mesmo.

Ele continua a meter firme.
Nisso entra um funcionário da limpeza e dá de cara com a gente.

Func – Eita porra, que isso?
Eu – Aaaaaahhhh, aaaaahhhh. Mete, mete.
Dani – Ai caralho, cu Gostoso.
Eu – Moço, por favor, não conta pra ngm não tá?
Func – Tá bom, mas posso ficar olhando?

Olho pro Dani, ele pra mim

Dani – E aí?
Eu – O que vc quiser, desde que você me coma
Dani – Pode sim.
Func – Que bom

Então voltamos ao que estava bom e agora com platéia. Eu olhava pro cara e ele assistindo eu dando o cu me dava mais tesão, Dani chega no meu ouvido e fala

Dani – Quer dar pra ele tbm? Quer chupar o pau dele? Acho que ele pode estar querendo isso.
Eu – Não, quero só seu pau e vai que tô quase.
Dani – Eu tbm.
Eu – Então me come vai, mete com força, me faz gozar seu puto.
Dani – Aaaaaaiiii.

Quando olho pro Func ele já está de pau duro pra fora e batendo uma.

Eu – Tá gostando do que tá vendo?
Func – Tô
Eu – Então goza assistindo tá.
Func – Tá bom
Eu – Vai Dani, mete rápido agora, mete que eu vou gozar, mete que vou gozar, mete, mete, mete, mete, meteeeeeeee…. Aaaaaahhhhhh, vou gozar no seu pau, filho da putaaaaaaaa…. Aaaahhhh, tô gozando uuuuuuuhhhhhhh, aaaaahhh, uuuuuummmmmm……

Gozei muito e muito gostoso.
Dani começou a me pegar com mais força e dizia

Dani – Aaahhhh, seu cuzinho está mastigando meu pau. Vou gozar, aaaahhhhh, tô quase.

Saio, ajoelho, coloco o pau na boca e bato uma punheta rápida pra ele.

Eu – Goza meu macho, goza na minha boca, me dá todo teu leite.
Dani – Aaaiii, toma, toooommmaaaaa… Aaaaaaahhhhhh….
Eu – Huuuummmm, delícia.

Ele enche minha boca de gozo, engulo tudo e limpo o pau, fico chupando olhando pro Func que se matava na punheta então decido

Eu – Quero mais porra

Chamo o func com o dedo e ele vem sorrindo todo feliz, fica parado com o pau duro na minha frente, quase na minha cara.

Eu – Olha se vc prometer não falar pra ngm sobre tudo isso aqui, eu deixo vc gozar na minha boca, tá bom?
Func – Nossa, está ótimo.
Eu – Então vem cá.

Coloco o pau dele na boca e vou chupando, Dani se recompõe, se arruma e diz que vai esperar eu terminar o serviço extra.

Eu – Hahahaha, Bobo.

Mamo por uns 5 minutos e do nada sinto as esguichadas na minha boca, a primeira pegou no rosto e no susto meti a boca e engoli as demais, limpo o pau com a língua e digo

Eu – Gostou?
Func – Demais.
Eu – Lembre-se, nada pra ngm tá?
Func – Pode deixar
Eu – Que bom, sua rola estava deliciosa e seu gozo bem quentinho.
Func – Quando quiser, só chamar

Me arrumo, me limpo, viro pro Dani e digo

Eu – Vamos?

E saímos, acabou que fomos embora com a loucura que fizemos e nem vimos filme nenhum e nunca mais voltei naquele shopping, vai que encontro o Func de novo, hahahaha.

Obrigado por lerem, meus amores.
Beijos para vocês.

One Reply to “No banheiro do Shopping com Amigo”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.