No vestuario do banheiro ele me lambe gostoso

Como relatei no primeiro conto sou casado com a Ana, tenho uma filha de 4 aninhos e recente tive um contato sexual com outro homem, o Eduardo, meu colega de trabalho, mas não me considero gay. . Voltem ao conto anterior se quiser saber mais detalhes.

Me Chamo Hiago, sou moreno, tenho 30 anos, olhos castanhos claros, magro, tenho corpo bem definidinho, mas cheio de pelos(tenho maior preguiça de me depilar e minha esposa gosta de mim assim, bem selvagem, como ela diz), tenho cabelo bem curto, penteado pra traz e a nuca quase raspadinha, pra dá aquela moralizada na cabeça. Sou bastante charmoso e cheiroso, chamo atenção da mulherada e tenho também duas paqueras fixas (que minha mulher nunca desconfie! Rrsrsr)

No meu primeiro conto falei sobre o Eduardo, colega de trabalho que é gay e que devido a ter me ajudado a me promover como gerente pediu para chupar meu pau, embora tivesse negado, com a exaustão do trabalho, e como se deu a situação acabei deixando-o APENAS chupar meu membro sexual. Foi bom, não me fez menos homem, mas ele também nada falou sobre o assunto, o que me deixou muito pensativo.

Nesta semana briguei com a Ana, ela começou a ter ciúmes de mim com uma colega e fez uma greve de sexo por 2 semanas. Liguei para uma das paqueras e tinha viajado e a outra também estava ocupada. Bati punheta sexta, sábado, mas sentia falta de sexo, de amassos. Resolvi me conter e ir jogar uma bola com o pessoal da empresa no domingo, como de costume e para minha surpresa, estava La o Eduardo. Estranhei, ele nem de futebol gosta, mas nem me liguei muito no que ele poderia estar fazendo ali e me concentrei no jogo.

Jogamos o primeiro tempo todo e Eduardo e mais umas 50 pessoas assistiam a pelada. No intervalo do segundo tempo, a equipe resolveu me substituir por outro brother e eu então para não perder tempo e também chegar em casa cedo, resolvi tomar um banho no vestuário do clube e La fui eu para o banheiro. Antes de tomar banho resolvi mijar e ao contrario do que os caras fazem que é mijar dentro do próprio Box, fui no mictório primeiro e lá estava Eduardo, em pé mijando. Confesso que fiquei meio sem jeito de tirar meu pau de dentro da cueca depois de tudo que aconteceu, mas o mijo j tava saindo, então desafoguei ligeiramente o short e coloquei o pinto mole pra fora, o sacana olhou de imediato enquanto terminava de mijar e logo falou:

“___saudades dessa rola na minha boca, Hiago”.

“___fala baixo porra, tá doido?”, disse eu em tom de chateado, pois não queria que ninguém mais soubesse do que tinha acontecido.

Eduardo começou a ficar de pau duro e se tocar e eu continuava mijando.

“ ___ delicia, delicia. Olha como eu tô sóde ver . Ninguém vai entrar aqui não, o povo tá La jogando”.

“guarda isso, vai, guarda, sai daqui”, dizia eu olhando pra rola dele. Era uma rola branca, fina, mas toda lisinha, bem tratada, diferente do meu pau que era grande, tinha um cabeção.

Terminei de mijar, dei aquela velha balançada e guardei e Eduardo encostado na parede me olhando , ainda com a rola na mao. Entrei no Box e fui toma banho.

Quando tô tirando a camisa vejo rapidamente uma mao abrindo a porta ( a porta eu nem tinha fechado ainda) e quando ia falar algo, a mão na minha boca foi mais rápido pra eu fazer silencio. Fiquei parado, as mãos no meu corpo foram descendo e deslizando meu short, e logo foi encontrando meu pau. Eu resisti disse que ali não. Que era perigoso, então Eduardo me disse que era pra gente se encontrar em outro local, então. Eu tomei meu banho e quando ia pra casa ele estava no carro dele me esperando La fora. Fomos embora juntos, eu no meu carro e ele no dele. No meio do caminho Eduardo sinalizou duas vezes pedindo pra eu seguir ele e eu então no empulso seguir querendo de fato aliviar a falta de sexo. Quando ele parou o carro nem acreditei onde estávamos ( continuo no próximo conto, aguardem)…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.