O Vizinho Tarado

Sou o Carlos , sou loiro 46 anos, 178 m e 72 k super discreto e passivo. Eu trabalho em um cartório e moro sozinho, sempre tive boas amizades com os vizinhos e vizinhas. Eles nunca imaginaram que eu sou passivo, desde muito jovem sempre fui passivo.

Nesse fim do ano de 2018, um vizinho, vou chamar de João, me chamou pra um churrasco na casa dele no dia 18 de dezembro, era aniversario dele.

Fui como um bom vizinho , a festa ocorreu tudo normalmente, todos amigos, sem nada de sacanagem , esposas filhos, mas nessa festa conheci o Roger, irmão do João que mora em Florianópolis. Conversamos e tomamos cervejas tudo como bons amigos. No momento que o pessoal começou a ir embora eu pensei que ja estava na hora de ir também.

O Roger chegou e me perguntou se eu sendo solteiro conhecia alguns barzinhos pra continuar a noite. Comentei que sim e ele ja com voz de autoridade disse, então vamos sair daqui e conhecer esses barzinhos. Saímos no meu carro, fomos em um bar que fica no largo da ordem , um reduto de vários bares aqui em Curitiba. Como estava cheio pegamos umas cervejas e ficamos de pe ja que não tinha mesas, e ficamos ali observando e conversando sempre um perto do outro. Quando passa um pessoal em direção ao balcão ou quando voltavam sempre esbarrava em nós , e num certo momento eu estava olhando pra frente e alguém esbarrou no Roger e ele encostou o pau na minha bunda.

Olhei, ele ficou sem reação e só falou que foi empurrado, pediu desculpas e eu dei um sorriso, acho que ele deve ter percebido algo rsrsrs. Por que depois era só eu me virar que ele me encochava e pedia desculpas, foi umas 6 vezes nisso rsrs. Eu estava adorando , mas não podia demostrar pois era irmão do meu vizinho, e fiquei preocupado se ele falasse algo para o João.

Ele chegou no meu ouvido e falou: – Sei que você gostou de sentir meu pau, quero te comer. Eu me arrepiei todo na hora, sem pensar falei, vamos pra casa terminar a noite.

No carro ele começou a falar que tinha percebido que eu só olhava para os homens, e que começou a sentir um tesão e que queria me comer e não sabia como começar a falar, e que ele de propósito estava me encochando no bar.

Chegamos em casa, e assim que fechei a porta, ele veio me abraçou por traz , sussurrando no meu ouvido e tirando minha roupa. E quando viu que eu estava de calcinha ficou doido, desde meus 20 anos só uso calcinha, e começou a me dizer que eu seria a sua fêmea , a sua mulher, enquanto estivesse aqui em Curitiba. Me fez sentar no sofá e ja veio com o pau na minha boca, que mamei deliciosamente, quando estava quase gozando, parou e me virou de 4 no sofá e passou gel lubrificante e enfiou tudo numa só enterrada, vi estrelas, mas adorei a forma que ele me penetrou, doeu muito, e começou a tirar e por com tanta vontade e desejo que me deixou mais tarada, me senti uma fêmea nas mãos dele, depois me comeu de frango assado, com as pernas nos ombros dele, e quando estava pra gozar, tirou o pau de dentro e pegou na minha cabeça e puxou ate seu pau, e eu engoli toda a porra deliciosa, daquele macho delicioso.

Depois tomamos umas cervejas e conversamos, quando foi embora disse que na noite seguinte ele voltaria.

E assim foi durante os 15 dias que ele ficou na casa do meu vizinho, ele não falou nada para o João seu irmão , agora só espero encontrar machos assim, discretos, que adoram foder um cuzinho e esperar o Roger vir visitar seu irmão novamente. Se quiser algo sigiloso entre em contato.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.