Perdendo a virgindade com o melhor amigo

Sempre fui um garoto curioso, desde menino sempre me interessei por sexo, me lembro que eu e meus amigos passávamos as longas tardes na casa de um deles vendo filmes pornôs que os pais deles alugavam nas videos locadoras, isso em meados dos anos 90. Lembro que ficávamos muito excitados vendo aqueles filmes regados a muita sacanagem, sexo grupal, anal, vaginal, etc.


Eu e meus amigos após assistir os filmes corríamos para o banheiro pra se masturbar. Minha curiosidade só aumentava com o passar do tempo, comecei a comprar revistas de sexo explicito na banca de jornal e algumas vinham com fitas VHS. Uma dessas revistas trazia cenas de sexo gay, foi a primeira vez que vi algo assim, pois todos os filmes que assistíamos como eram os pais dos meus amigos que alugavam, era todos hétero. Ao folhear a revista que tinha sempre uma estorinha, fui ficando muito excitado em ver aquelas fotos com os dois homens fazendo sexo entre eles, se chupando e se penetrando mutuamente. Isso não saiu da minha cabeça por semanas e me masturbava diariamente várias vezes pensando naquela estorinha da revista e ficava me imaginando sendo um deles, era um tesão novo pra mim, como na estorinha da

revista um dos caras se masturbava usando um consolo que ficava enfiando no cu dele, resolvi também experimentar pra ver como seria a sensação de ser penetrado. Como não tinha um consolo, resolvi improvisar, peguei a manopla de uma esteira de corrida que tinha em casa, a manopla tinha uns 15 cm de comprimento e não era muito grossa e era de borracha bem macia. Resolvi tentar, numa tarde quando estava sozinho em casa, peguei a manopla e fui para meu quarto, precisava de algo pra lubrificar então peguei um óleo que minha irmã usava pra passar na pele e lubrifiquei a manopla, me deitei e fiquei de lado e com jeitinho fui introduzinho aquela borracha no meu cuzinho, no início ardeu e doeu um pouco, mas com o tesão que senti, comecei a me masturbar e a fazer um vai e vem com a manopla no meu cuzinho, nossa, delirei de tesão e gozei muito com aquela manopla no meu cuzinho, que delicia, nunca havia sentido

tanto tesão na vida. Passei semanas me masturbando dessa forma, sempre com minha manopla de borracha enfiando no meu cuzinho. Fui imaginando como seria se ao invés daquela manopla fosse realmente um pau de verdade, então comecei a pensar em como colocaria em prática a minha vontade de fazer sexo com um dos meus amigos. Resolvi chamar o meu melhor amigo, o Fabio, ele tinha a mesma idade que eu na época, 18 anos. Chamei ele pra jogarmos videogame e após alguns minutos jogando videogame, propus a ele de vermos um filme pornô, ele aceitou na hora, então coloquei um filme de sexo gay onde tinham alguns caras se pegando, se chupando. Ele vendo aquelas cenas iniciais já pediu pra tirar o filme e colocar outro de sexo entre homem e mulher. Mas insisti, vamos ver mais um pouco esse e depois coloco outro. Ele meu a contra gosto aceitou e ficava rindo quando via as cenas dos caras se chupando, eu fui me sentar do lado dele e vi que ele tava gostando do filme, já estava até de pau duro. Dai eu propus a ele de nos masturbarmos um ao outro e ele se negou a me masturbar mas disse que

se eu quisesse masturbar ele que eu podia ir em frente. Então mais que depressa já peguei no pau dele e tirei pra fora do calção, era um pintão lindo, cabeça bem grande e rosada, cheiroso e bem maior que o meu e maior que a manopla de borracha que eu usava com frequência no meu cuzinho. Comecei masturbar ele enquanto ele assistia ao filme, após alguns segundos ele já me pediu pra abocanhar o pintão dele e eu na hora já cai de boca e comecei a engolir aquele pintão gostoso que devia ter uns 20cm e bem grossão, passava a lingua nele todo e naquela cabeçona rosada, engolia quase tudo até engasgar e isso foi deixando o Fabio cheio de tesão, ele gemia e estava prestes a gozar na minha boca, eu já até sentia o gostinho salgado do melzinho que saia daquele pintão, mas ao mesmo tempo que eu estava adorando chupar aquele mastro também o queria dentro do meu cuzinho, então parei de chupar ele e ele reclamou dizendo que já estava prestes a gozar e me dar leitinho, dai eu disse a ele se ele não queria me comer e ele deu um sorriso e balançou a cabeça dizendo que sim, eu mais que depressa peguei o lubrificante e já fui tirando meu shorts e cueca e já fui passando lubrificante no meu cuzinho e passei também naquele pintão e fui já me colocando de 4 no sofá e puxando ele pra cima de mim, e ele já veio como um louco pra cima para me enrabar, pedi a ele pra ir

com calma, pois eu era virgem e nunca havia sido penetrado por homem nenhum. Ele veio e me pegou na cintura por trás e colocou aquele pau lindo na entrada do meu cuzinho e já foi forçando pra entrar, eu facilitei a penetração empurrando minha bunda pra trás, pois estava morrendo de tesão e não via a hora de engolir aquele pintão com meu cuzinho. Foi tudo bem rápido e em poucos segundos já estava eu com aquele pintão todo dentro de mim, confesso que senti uma forte dor quando entrou e uma ardência, mas em pouco tempo já deu lugar ao prazer e tesão. Me senti poderoso em estar ali de 4 sendo enrabado pela primeira vez por um macho pauzudo e gostoso. Ele começou bombar no meu cuzinho, naquele vai e vem delicioso e eu me deliciando de prazer, até que sinto ele me apertando muito forte no quadril e já dizendo que estava me enchendo de porra. Nossa, nessa hora fiquei de perna tremula e quase desfaleci de prazer, eu estava ali sentindo meu melhor amigo gozando feito um cachorro dentro do meu cuzinho que não parava de piscar, foi a melhor sensação que senti na vida, que delícia, queria

que aquele momento se eternizasse, mas após alguns segundos ali atracados, ele foi tirando o pau ainda duro de dentro de mim e se jogou exausto e todo suado no sofá. Ficamos ali por alguns minutos em êxtase, depois de alguns minutos ele me dá um beijão de língua bem demorado e diz que vai querer mais, que todos os dias ele iria vir em casa pra me comer, disse pra eu não me preocupar que ele guardaria segredo de tudo que aconteceu entre a gente. Fiquei muito feliz em ver que ele também havia adorado me comer e que queria continuar com isso por mais tempo. Nos vestimos e ele foi embora e já deixamos marcado outro encontro para dia seguinte. A partir daquele dia, virei a namorada dele e mantivermos relações centenas de vezes e sempre sendo cada vez melhor, gozavamos muito, fazíamos sexo todas as tardes em diversas posições, amava ele e me entregava totalmente, mas infelizmente tudo que bom um dia acaba, ele após 1 ano e 7 meses de muita safadeza, se mudou pra outro estado com os pais dele e infelizmente perdemos o contato. Hoje me relaciono com um homem 16 anos mais velho que eu e estou feliz, mas o Fabio foi meu primeiro amor, foi e sempre será inesquecível pra mim.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.