Piroca grande do entregador

Semana começando chuvosa, frio, minha esposa saiu pro trabalho e eu fiquei na cama vestindo meu shortinho rosa de lycra, socadinho na bunda e com as popinhas da minha bundinha amostra, o interfone tocou e atendi, era uma entrega pra Ana, vesti uma camiseta e fui para a porta esperar o entregador que chegou em seguida tocando a campanhia, abri e pedi para ele entrar, ele entrou e entregou um pacote, assinei a nota e antes que ele saísse ofereci um cafezinho, aceito disse me olhando com os olhos arregalados, fomos até a cozinha eu na frente de shortinho socado no rabo e cheio de tesao, fiz o café e fiquei em pé encostado na pia conversamos um pouco e virei para por um copo na pia, ele me perguntou se podia se aproximar, sem me virar disse que sim, senti sua mão passando na minha bundinha e apertando, virei e um beijo molhado de língua rolou enquanto me beijava suas mãos acariciam minha bunda, colocou seu dedo por dentro do shortinho atingindo meu cuzinho e ainda me beijando num Beijo lento e gostoso fui penetrado por seu dedo, ajoelhei, abri a calça jeans e abaixei mostrando um verdadeiro monumento de pica, enorme e grossa, cheia de veias e com uma cabeça redonda e todo raspado o que aumentou muito meu tesao, passei a língua do saco lisinho à cabeça da rola e abocanhei e comecei a chupar com vontade, mamei tentando enfiar tudo na minha boca, fui para o meu quarto e ele veio atrás, tirei o shortinho e me pus de quatro na cama, senti ele posicionar a vara no meu cuzinho, segurando meu quadril forçou a entrada e estocou numa pegada enfiando até o talo, gemi alto e urrei de dor, senti a lágrima descer e fui relaxando, tudo bem? Perguntou, vai devagar, respondi e ele começou a meter novamente devagar e quando sentiu que eu estava relaxando com pica começou a bombar, estava delicioso, fode meu cu porra, arromba sem pena, soca no meu cu caralho, pedi a ele e fui obedecido, suas mãos me seguravam com força, gozá na minha boca, pedi para ele, ficou bombando um tempo e disse que iria gozár, cai de boca aberta na sua vara e punhetei até que gozasse na minha boca uma porra espessa e deliciosa, engoli tudo e mamei a vara até amolecer, delicia de pica, meu cuzinho ficou ardido mas valeu muito a pena.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.