Primeira vez no Cinema Porno

Aqui há uns dias atrás fui pela primeira vez a um cinema porno.
Para quem não me conhece, eu me chamo de Tiago (nome fíctício) tenho 21 anos e venho aqui retratar a primeira vez num cinema porno.
Estava passeando bem tranquilamente pela a cidade onde eu vivo, quando dei de cara com um cinema que por sinal era todo ele escuro.
Entrei meio que a medo mas entrei.
Comprei o bilhete e foi-me oferecido um preservativo e foi-me dito para estar á vontade.
Abri a porta de dentro e assim entrei.
Dei por mim com várias cabines a exibir filmes porno, quase todas individuais todas com um buraco na parede (gloryhole), embora tivesse uma que dava bem para 2 casais ao mesmo tempo.
Fui indo mais para dentro e vejo que ao fundo tinham 2 cabines com um colchão cada uma.
Explorei o cinema todo, não vi ninguém, pois também ainda era cedo.
Aproveitei escolhi uma das cabines, fechei a porta e sentei-me na cadeira vendo o filme porno.
Comecei a me masturbar bem lentamente quando ouço a porta por onde entrei abrir e aí o meu tesão explodiu.
Abri o buraco da minha cabine, e fiquei esperando enquanto me masturbava.
Pelo os passos dele, dei conta que era um homem.
Estava-me a masturbar quando ele fechou a cabine dele, fechou o buraco do lado dele e virou-se para o da minha cabine e começou por tirar as calças e encostou-se contra a parede com o pénis dele no buraco agora á minha frente.
Lembro-me de ele dizer:
Faz o que quiseres com ela estás á vontade.
Eu por acaso nunca tinha tido vontade de estar com um homem, nem de sequer tocar num pénis de homem.
Vi o pénis dele á minha frente, pensei para mim e disse:
Já que estou aqui agora vou aproveitar.
O pénis dele ainda estava pequenino, comecei a punhetá-lo devagarinho, vendo ela crescer na minha mão.
Foi aí que comecei a chupá-lo no início foi estranho para mim, fui gostando cada vez mais até que sinto porra na minha boca bem doce, um gosto que eu nunca tinha sentido.Engoli tudo não deixei cair nada, e ele me disse, anda vamos para o quarto “cabine”(aquele que tinha o colchão).
Aí pude ver finalmente quem eu chupei, homem na casa dos 60’s magrinho e depilado.
Chegamos ao quarto e ele me pediu para o chupar novamente e que queria comer-me o cú.
Disse que sim, mas que tinha que ser com preservativo.
Ele contente disse que poderia ser.
Despi-me totalmente para que ele pudesse ver o que iria comer rsrs.
O pau mole dele ao me ver nu deu sinal de vida outra vez, nem precisei de o chupar muito, ele ficou muito duro logo asseguir.
Dei-lhe o meu preservativo, ele foi buscar lubrificante á bolsa dele e começamos a foder.
O pau dele era pequeno, mas era também grosso, o que achei estranho sentir dentro de mim.
Foi me fudendo bem devagarinho, pois pensou que eu era virgem, fez tudo com muito carinho.
Eu estava a ser fudido de 4, até que ele me pediu para me meter de frango assado, a qual eu acedi prontamente.
Deu-me umas 10 estocadas até que o senti tremer e vi que ele tinha gozado de novo.
Foi uma sensação espetacular, que nunca tinha sentido.
Antes de ele ir embora chupei-o de novo outra vez e ele gozou de novo na minha boca.
Espero que tenham gostado,
e até ao próximo conto.

Sete Sensações Anestésico

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.