Provoquei meu tio e ele mordeu a isca

Relatos de incesto sempre me deixam muito excitado, principalmente quando envolvem um homem mais velho com alguém mais novo.
Finalmente tive outra experiência desse tipo pra compartilhar aqui com vocês.
Meu tio Ivan é um cinquentão boa pinta. Trabalhador, bem paizão de família, sempre foi muito próximo do meu pai e vivia aqui em casa com a família desde que eu era criança.
Ele se separou tem uns 8 meses, e esta morando junto com seu filho mais velho aqui em Belém. A ex-mulher e os outros dois filhos moram em uma cidade aqui do interior do Pará.

Sete Sensações Anestésico


No meio do mês passado foi o aniversário do meu pai, e alguns irmãos e sobrinhos dele se reuniram para vir aqui em casa, cantar parabéns, etc.
Como minha família adora uma comemoração, a resenha acabou se estendendo, compraram cervejas, e virou aquela bagunça.
Os irmãos do meu pai seguem a mesma linha, quase todos da mesma idade, mas o tio Ivan se destaca.
Apesar de aparentar está cansado no dia, ele é um coroa muito atraente. Cara simples, meio parrudo, branco, olhos claros, careca, cerca de 1.77, e com aquele ar de cara machão safado, mas sempre educado e carinhoso.

Falei com os meus tios no geral, e quando conversei com ele, perguntei como estava sendo morar com o filho sozinho depois de tanto tempo junto com a esposa.
Ele explicou que o fim do casamento foi difícil, mas ele convivia bem com o filho. Falou também que não estava “parado”, dando a entender que continuava na ativa sexualmente e para relacionamentos.
Por ele ser muito próximo de nós, sempre vi ele com muito carinho, sem maldades… Mas agora depois de um tempo, não tinha como não desejar aquele homão. E o fato dele ser meu tio fazia era aumentar meu tesão e não o contrário.
Terminando a noite, uma tia minha postou uma foto de toda a família no facebook e marcou todos.

Quando abri as redes sociais no outro dia, vi que tinha uma solicitação de amizade do tio Ivan que eu prontamente aceitei.
Passou os dias e vez ou outra ele interagia nas coisas que eu postava nos stories: “Muito trabalho né tio?”, “E essa cara de sono” “Quando vem ver o tio?”
Eu estava adorando claro, e confesso que passei a postar mais coisas só pra ele responder.
Ele já me chamava de bebê, perguntava se eu estava só em casa, sempre fazia questão de afirmar que ele ficava a tarde sozinho em casa, porque só trabalhava a noite. Até que esse papo me deu coragem pra dar uma provocada.
Em uma das respostas dele falei que tinha tirado o dia pra dar uma descansada pois tinha tido muito trabalho no dia anterior.
“E você tá em casa? Tá sozinho?” ele perguntou

“Tô sozinho aqui no meu quarto deitado, morrendo de preguiça”
“Eu também tô deitado aqui” falou ele mandando uma selfie vista de baixo pegando todo o peito peludo dele.
Meu coração disparou com o quanto que ele é gostoso. Os pelos aparados no peito e na barriga saliente me deixaram duro na hora.
Não sei de onde veio a coragem mas eu enviei uma foto deitado com a bunda de fora pra ele com a legenda “Sem falar no calor né?” (foto 1)
Eu estava ofegante esperando a resposta até que ele manda vários emojis de palminhas.
“Que é isso hein bebê? Quer matar teu tio do coração?” e vários emojis de “diabinho safado”
Passou mais um tempo ele me mandou fotos dele (2 e 3) “Olha como eu fiquei aqui”
Nossa, precisei bater uma só olhando pras fotos dele pq não aguentei de tesão. Que pau lindo do meu tio safado.
“Parece ser boa pra cair de boca” mandei já completamente dominado pelo tesão.
“De boca e de bunda né?” ele mandou “Vem aqui pra gente realizar esse desejo”
Falei que no final de semana era mais fácil pra eu sair de casa, mas pra ele era melhor na semana pq ficava só em casa de tarde.
Ficou combinado de eu ir no dia seguinte e ele disse que não ia se masturbar só pra ter muito leite pra mim.
No outro dia, falei pra mamãe que ia pra uma reunião do trabalho e segui rumo a casa do meu tio.
No uber eu ficava lembrando das fotos dele e meu pau não baixava de jeito nenhum.
Cheguei lá e ele estava na frente do portão me esperando de camisa branca e uma bermuda jeans escura.
Ele mal esperou eu lavar a mão e deixar minhas coisas na sala e já veio me encoxando por trás esfregando o pau duro na minha bunda.
“Quem diria que você ia ficar tão gostoso assim.” ele falava beijando meu pescoço me abraçando forte.
Me virei de frente pra ele e sem rodeios ele me deu um beijo abaixando as mãos até chegar na minha bunda.
Um beijo um tanto desengonçado confesso, mas que foi pegando ritmo com o tempo.
Ele estava com um cheiro muito bom de macho com um perfume bem de leve.
Tiramos nossas roupas ficando só de cueca e eu me abaixei pra começar a mamar ele ali na sala mesmo.
“Não não tio, vamos pro quarto, é melhor” ele falou com a voz carinhosa de sempre.
Confesso que eu estava doido pra fuder pela casa inteira mas fomos pro quarto.
Ele fechou a porta e começou a beijar meu corpo todinho, passando pela barriga, meio das coxas, até que chegou na minha bundinha.
Foi maravilhoso ficar virando pra trás olhando ele beijar e alisar minha bunda com tanto carinho, me senti super desejado.
Ele tirou minha cueca e me deitou na cama ficando por cima de mim entre as minhas pernas. Como era bom sentir o peso dele enquanto me beijava.
Eu alisava as costas dele, fazendo leves arranhõezinhos com as unhas e arrancando gemidos gostosos dele.
Ele foi se abaixando e me abriu na posição de frango pra saborear o cuzinho que já estava pronto pra ele.
Cunete por si só já é maravilhoso, e quando o cara sabe fazer é melhor ainda.
Ele saboreava com vontade meu buraquinho que estava depilado, pronto pra levar rola. Ele chupava igual uma buceta, enfiando um dedo vez ou outra fazendo eu gemer como uma puta.
Ele se levantou com o pau quase pulando da cueca e eu entendi o que ele queria.
Abaixei a cueca com pressa, e aquele pau que eu passei o dia desejando finalmente estava ali a centímetros da minha boca.
O pau estava duro mas ainda com a pele cobrindo a cabeça, quando eu puxei e aproximei meu rosto pude sentir o elixir do macho que exalava me embriagando de tesão.
Cheirei a cabeça da rola com vontade e finalmente coloquei na boca o nervo pulsante do meu tiozão safado.
Ele não falava nada, só me olhava com cara de desejo enquanto eu engolia cada centímetro saboreando a “baba natural” dele.
Eu alisava o peito dele sentindo os pelos na minha mão, até que ele segurou minha cabeça firme e soltou os primeiro jatos de porra quente na minha garganta.
“AAAHHHH CARALHO AAAAHHH” o grito ecoava no quarto enquanto ele delirava de tesão. E eu ali aproveitando cada gota daquele gozo.
Eu fui sugando sugando até que o pênis ficou meia bomba.
Ele se deitou na cama e pediu pra eu sentar nele. Ficamos sentados um de frente pro outro com os corpos bem colados se beijando, eu estava adorando aquele leve romantismo junto com a safadeza. Até que o pau dele começou a subir de novo por causa do atrito com a minha bunda.
Ele pegou uma camisinha e sem sair da posição encapou o pau em ponto de bala de novo. Aproveitei o jeito que a gente estava pra já ir sentando gostoso.
Quando a cabeça deslizou pra dentro foi aquela dorzinha que rapidamente se transformou em tesão.
Comecei a cavalgar e ele foi se soltando “Isso amor, senta gostoso”
Eu gemia igual uma putinha no cio apertando meu peito, e ele falou “Que saudade que eu tava de fuder um viadinho assim”
Eu sorrindo dizia “Fode com força tiozão, me acaba nessa pica.”
Aí o homem virou um bicho…
Me posicionou de quatro na cama e mandou eu ficar bem empinado.
Sem nem contar conversa, montou em mim igual um cavalo, fazendo a dor voltar um pouco.
“Ai meu cu tio” eu falava choramingando, mas no fundo estava adorando.
“Aguenta bebê, gosta de provocar agora toma” e haja ele socar no meu rabo com força.
Peguei uma toalha que estava próxima da cama e deixei o tesão tomar conta do meu corpo, esporrando forte com ele metendo.
Ele parou de meter e tirou a camisinha punhetando até jorrar mais leite sobre meu bundão e na minha costa. Sentir aquele quentinho é maravilhoso…
E assim terminamos deitados de conchinha conversando várias coisas.
Ele falou que adora comer caras que viram putas na cama, e quando me viu, não tinha dúvidas que eu era um desses.
Falei que gostei do jeito que ele me tratou, super carinhoso mas safado, e ele falou que é o jeito dele mesmo, gosta muito de dar carinho o tempo inteiro.
Ele disse que o filho vai viajar com a namorada agora em Outubro e quer que eu apareça lá pra passar uns dias com ele, sendo a mulherzinha dele.
Eu já estou extremamente ansioso pra isso acontecer, e espero relatar aqui também 😉

2 Replies to “Provoquei meu tio e ele mordeu a isca”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.