Putaria com o instalador da tv a cabo

Galera estou com tanto tesão q estou fazendo uma loucura atrás da outra, estou escrevendo esse conto com meu cu todo arregaçado pelo dono de uma rola igualzinha a do cavalo, vamos ao conto, estava marcado pra hoje um técnico de tv a cabo vim instalar aqui na minha casa pois troquei de operadora, está um dia chuvoso aqui na minha cidade era uma uma da tarde qnd minha esposa saiu pra trabalhar e fiquei sozinho em casa, estava jogando videogame qndo

bateram palma no portão, levantei e fui atender, era o técnico da tv a cabo, fui até o portão e o recebi seu nome Maurício um negro de mais ou menos 1.80 de altura, simpático, sorridente e tal, logo veio na minha mente qual seria o tamanho do seu caralho e como seria bom ter ele dentro de mim pois com o meu enfermeiro esses dias não deu nem pro gasto, rola pequena rsrsrs, sou safado mesmo e se é pra fazer um sexo anal q seja com uma rola gigante rsrsrs, bom ele entrou e começou a instalação, eu sempre próximo dele conversando, qndo ele terminou ligou minha tv pra testar os canais então falei brincando:
Poderia ter um canalzinho de pornô no meio.
Ele: no seu pacote mão tem.
Eu: porra é q estou com um tesão fudido tenho até medo de fazer loucura.
Ele: vc fica assim com tesão, descontrolado ?
Eu: porra vc nem imagina as coisas q faço qndo estou com tesão.
Ele: se vc quiser posso liberar um canal pornô pra vc ficar uns três dias.
Eu: poxa legal assim vejo muita sacanagem:
Ele: qual canal vc quer ?
Eu: vc curte pornô ?
Ele: sim curto !
Eu: e vc gosta de q ? Escolhe aí um canal legal.
Ele: blz vou colocar um q vc vai amar, seu tesão vai dobrar.
Eu: esse é o perigo pois como disse fico descontrolado.
Então ele mexeu algumas coisas e ligou pra central pedindo a liberação do canal por três dias, enquanto ele terminava eu olhei pra sua calça e tinha um meio volume q já me deu água na boca, e logo o canal entrou e pra minha surpresa era um canal gay, olhei pra ele e ele disse:
Vc pediu pra mim escolher um canal legal e eu me amarro numa bundinha de macho e se for branquinha melhor ainda.
Olhei pra ele, olhei pro seu caralho q agora estava o triplo do tamanho dentro da calça e falei:
Porra te avisei q com tesão faça loucuras.
Ele: isso aqui seria fazer loucuras.
E pegou no volume enorme da calça e mostrou pra mim, então respondi:
Isso seria desperdício não aproveitar.
Então o cara me puxou pela nuca e me deu um beijo gostoso com seus lábios carnudos depois chupou meu pescoço e ficou entre boca e pescoço, minha mão foi logo procurar o objeto do meu desejo e fiquei apertando aquele monstro de carne duro, qndo senti o tamanho e grossura na mão tive certeza q seria saciado do meu tesão, sabia q meu cuzinho ficaria satisfeito pois era do tamanho e grossura que meu cuzinho adora, fui abrindo o zíper da calça dele e depois o botão, logo em seguida desci sua cueca sentindo seu bumbum durinho e lisinho, mas eu queria mesmo era a Tora de carne q ele possuía, ele não parava de chupar minha língua, como ele está alto e eu estava sentado na minha cadeira, seu caralho ficou exatamente na altura da minha bica, era lindo negro com uma cabeça roxa de orifício grande como gosto pois dali sairia bastante porra, tinhas veias mas não tão salientes, era grosso mas por igual, fui engolindo cada centímetro até engasgar, tirei tudo da boca e engoli de novo brincando com minha língua qndo ele estava enterrado na garganta mas não dava pra ficar com ele muito tempo dentro da boca pois era grosso e não passava ar algum rsrsrs, então fui lembrar a cabeça e desci pro corpo com veias daquela pirocona, fiquei alternando entre engolir e lamber ele gemia e dizia q estava delicioso minha chupeta isso me empolgava mais a chupar cada vez mais gostoso, de vez em quando ele puxava minha cabeça para beijar minha boca , então lembrei q a porta da sala estava aberta fui rápido e fechei voltei e chamei ele pro meu quarto, entramos e fechei a porta, passei pra cama e puxei meu pirocudo pra continuar a mama-lo, comecei um vai e vem delicioso naquela rola gigante, soltava muita saliva pra não machuca-la e correr o risco dele interromper minha chupada e modestia a parte eu chupo muito bem rsrsrs, então ele falou q queria meu cuzinho e eu disse q era todinho dele que ele podia comer do jeito q quisesse, ele então me virou de costas na cama, abaixou meu short , ajoelhou na beirada da cama cuspiu no meu cuzinho então avisei pra ele q tinha lubrificante na primeira gaveta do meu criadinho, ele então pegou e lambusou meu cuzinho e a cabeçona do seu caralho, colocou na entradinha e foi entrando até se deitar em cima de mim, seu caralho enorme estava todo atolado no meu cu, como eu já disse em outros contos eu não sinto dor mas sinto um tesão do caralho com rolas enfiadas no fundo do meu cu é uma sensação diferente de qndo eu andava mas nem pior nem melhor só sei q é delicioso, então meu negro pirocudo começou a masacrar meu cuzinho, a cada saída e entrada meu tesão aumentava, eu fechei os olhos e sentia cada centímetro sair e entrar ele suava de pingar nas minhas costas apesar do frio q fazia, então ele como era bem forte né puxou e me colocou de quatro sem tirar de dentro, segurou minha cintura e começou a fuder rápido dizendo q meu cu era delicioso, eu rebolava e pedia mais rola, ele então acelerou os movimentos urrou e enterrou tudo no meu cu, senti sua porra quente me invadir o cu, ficamos uns minutos ali com respiração acelerada, aos poucos foi normalizado, o caralho do Maurício estava duraço dentro de mim e ele logo começou a fuder de novo, então eu pedi pra ele me comer de ladinho, amo essa posição tanto se tiver dando o cuzinho ou comendo um cuzinho, ele então sem tirar de dentro se deitou me puxando junto, eu com minhas pernas juntas sentia seu caralho fuder meu cu q delícia estava um caralhão daqueles me fazendo feliz, ele ficou um longo tempo fudendo meu cu daquele jeito chupando meu pescoço e orelha e mordia meus ombros, eu do rebolava e aproveitava cada momento daquela rola pois logo acabaria, então ele se levantou e me colocou de frango assado segurando minhas pernas arreganhadas pra cima e enclinada sobre meu rosto, meu cu totalmente ao seu domínio, sem por a mão no caralho ele acertou meu cuzinho e ficava entrando e saindo devagar dizendo que tinha arrombado meu cuzinho:
Ele: Nossa viadinho acabei com seu cuzinho.
Eu: Isso negão acaba com ele pois ele é safado e ama rola grande igual a sua.
Ele: Nossa ver seu cuzinho lisinho e Rosadinho engolir meu caralho inteiro da um tesão.
Eu: saber a seu caralhão está arrombando meu cuzinho meu corpo extremese.
E ficamos ali trocando palavras pra aumentar o tesão enquanto ele entrava e saía devagar, nossa eu ainda sentia seu caralho arrombar meu cu mesmo depois de surra-lo muito, então seus movimentos aumentaram e ele disse que ia gozar e eu pedi pra gozar na minha boca, ele tirou o monstro do meu cu, subiu na cama e atolou na minha garganta gozando na minha boca eu claro engasguei com sua porra mas bebi tudinho, limpei seu imenso caralho e começava a amolecer, chupei até ele ficar molinho então pude ver a mesmo mole era grande, nos recuperamos e nos vestimos e voltamos pra sala pra ele terminar, então avisei q ele podia tirar o canal pornô pois minha esposa não gostava que eu assisti- se pornô, ela diz que eu fico muito tarado, não sabe ela q dou tarado de nascença, aliás ela sabe como sou safado só não sabe q ainda prático a safadeza com outros ou outras kkkk, então ele me eu os papéis pra assinar e fomos pra copa pra mim assinar na mesa, assinei e me deu vontade de chupar aquele caralhão de novo, virei pra ele e peguei no seu caralho, então ele disse:
Porra vc não fica saciado ?
Eu: não roludo e quero te chupar de novo.
Ele: porra cara tenho muito trabalho pra fazer ainda mas sua boca é delicioso então toma aqui e mama gostoso.
Tirou o caralho pra fora meia bronha e me deu na boca, eu engoli tudo pois ainda estava mole então foi crescendo dentro da minha boca e foi saindo e ficando so o q cabia, ficou duro mas não como da primeira vez, é claro né o cara gozou duas vezes, eu chupava como se fosse a última piroca do mundo, então ele enlouqueceu e na minha cadeira mesmo levantou minhas pernas e puxou meu short e empurrou tudo no meu cu apesar da sua rola não está tão dura meu cuzinho estava laciado então entrou fácil, ele fudeu gostoso até gozar dentro do meu cuzinho, se vestiu sem demorar pegou seus papéis e bolsa de ferramentas e foi embora eu fique ali de cu arregassado me recuperando, depois de recuperado fui tomar uma ducha e meu cu estava arregassado mas satisfeito, estou aqui agora escrevendo o conto e passando o dedo no cuzinho q está sensível, se eu pudesse bater uma punheta agora seria uma ótima hora, galera com o cu satisfeito eu termino esse conto, espero q meu enfermeiro q ainda não chegou não perceba meu cuzinho destruído pelo negão, até o próximo meninos e meninas salgadinhos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.