Sendo Putinho do papai

Olá,estou aqui de novo para relatar como dei pro meu pai pela primeira vez.
Sempre quando íamos à praia ,( eu mamãe e papai), notava que ele não tirava os olhos de minhas pernas e bundinha, aque altura já com 17 anos,tinha um corpo formado,belas coxas e uma bunda carnuda e arrebitada. Tive algumas experiencias homo com dois amigos de escola,mas nada muito sério,apenas zueira e curiosidade. Estávamos nos descobrindo.
Pois bem,voltamos ao papai. Era uma quinta feira, e estávamos eu e papai em casa,pois minha mãe havia viajado para a cidade de Nice,na França,ela é médica e teria uma conferência nessa cidade.

Sete Sensações Anestésico


Estava no sofá vendo tv, quando escutei meu pai me chamando,fui ver o que ele queria e me disse para pegar o sabonete na gaveta do armário,pois já estava molhado e esquecera de pegar o sabonete.
Peguei e fui levar pra ele. Quando entrei no banheiro vi um homem espetacular em minha frente. Meu pai é um homem atlético,forte e bonito. Olhei para aquele corpo gostoso,desci oa olhos até seu pau onde fiquei hipnotizado no que via. Era um pau imenso,só assim conseguia imaginar porque minha mãe gemia tanto nas noites de suas putarias.(gostava de ficar sempre atrás da porta ouvindo seus gemidos e pedindo mais e mais),minha mãe era muito

conservadora mas ao mesmo tempo uma putona na cama. “Vamos moleque,dei-me o sabonete,porque está ai parado com essa cara de conteudo?” acordei então daquela cena maravilhosa que eu via. Dei-lhe o sabonete, então sem eu esperar me puxou para dentro da banheira e me perguntou se eu não queria tomar banho junto com ele.

Senti um pouco de vergonha misturado com prazer,acabei aceitando. Tirei a roupa e entrei na banheira , papai pediu para que eu ficasse de Costa para ele e começou a passar o sabonete em mim. “Relaxa filhinho meu,hoje é só eu e você”. Dizia com sua voz grossa e melosa, a essa altura já adivinhava o que ele queria. Enquanto massageava minha costa com suas mãos fortes e poderosas,sentia seu pau me cutucando. Pediu para eu subir mais um pouco até seu colo, fui obedecendo como se fosse seu escravo a essa altura já tinha perdido toda a noção do perigo.

Sentei em seu colo ao modo que podia ver sua rolona esfregando entre minhas coxas. Comecei então a me remexer, papai pediu para que eu ficasse de frente a ele,obedeci, ainda sentado em seu colo, começou a chupar meus mamilos,aquilo me levava a loucura.(tenho um grande tesão nessa região,além do cuzinho,é claro). A essa altura sua piroca já estava super dura,enorme, eu não me contive e pedi para ele deixar eu chupa-lo,não pensou duas vezes e sentou na beirada da banheira e expôs seu mastro enorme e gostoso para que eu chupasse.

Naquela mesma posição em que eu estava segurei aquela maravilha de rola e comecei a sugar feito um bezerrinho desmamado(rs). Chupava e ele gemia gostoso,”isso meu viadinho,chupa o papai gostoso,faz igual a puta da sua mãe “. Aquilo me dava mais tesão,senti que estava na hora de dar meu cuzinho para aquele macho me devorar.
Subi e sentei naque cacetão, fui rebolando devagar,queria sentir cada centímetro daquele mastro em meu cuzinho,queria ser devorado,estuprado,arrombado por ele.

Papai gemia e me dizia que eu era sua putinhaque sempre tivera vontade de me comer mas as circunstâncias não permitia.
Comecei a ofegar e dar gritinhos de prazer,eatava doendo muito,mas a essa altura não importava,pois era o que eu sempre quis também, essa era minha oportunidade de provar aque macho.
Quiquei gostoso naquela rola, (deveria ter uns 22 cm).senti cada centímetro entrando no meu já arrombado cuzinho.
Quando senti que entrou tudo fiquei parado para poder desfrutar daquele monumento dentro de mim. Sentia que já não tinha mais pregas. Papai estava maravilhado com meu

desempenho,me perguntava onde aprendi tudo aquilo. “Essas coisas não se aprende já vem com o instinto paizinho”. Gemia eu em seu ouvido.
Voltei a cavalga-lo com mais intensidade, foi quando me anunciou que iria gozar. Seu gozo veio intenso,inundou todo o meu cuzinho, senti um vazio imenso quando sai de cima dele, parecia que meu organismo estava completamente vazio. Para completar nossa foda, comecei a lamber todo seu pau,não queria desperdiçar uma gotinha sequer daquele melzinho delicioso.
Pois bem meus amigos, e foi assim que me tornei o putinho do papai por muito tempo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.