Sexo com o Técnico de Ar Condicionado

As melhores fodas /putarias são as inesperadas. Por isso, sempre procuro relatar no site somente fodas que ocorrem sem o uso de App ou chat ( considero brochante demais e sem falar na questão “clichê “.)
Estou fazendo algumas reformas em casa, e nessa reforma o ar condicionado resolveu dar defeito. Como já disse trabalho em um órgão publico de Mato Grosso e nesses locais existem as empresas terceirizadas que prestam todo tipo de serviços desde limpeza predial e manutenções

 

afins. Uma colega de trabalho, mto comunicativa em conversa com um técnico que fazia a limpeza do ar condicionado de nossa sala, ficou sabendo que o mesmo prestava serviços particulares de limpeza e manutenção fora do horário de seu expediente, geralmente a noite ou nos finais de semana. Ela o chamou para fazer um serviço em sua casa e fixou satisfeita com o trabalho realizado em sua residência. Comecou a indicar o rapaz a outros clientes. Como o meu apresentou problema recorri a ela e ela passou o telefone do rapaz. Liguei para o mesmo e o convoquei a vir em minha casa. No horário estipulado o técnico chegou. Após verificar o aparelho constatou que devido a reforma na casa, acumulou sujeira que o impedia de funcionar regularmente. Fez a limpeza e o aparelho voltou a funcionar de acordo. Para quem já veio a Cuiabá sabe que o calor aqui é de matar qualquer cristão, nao se consegue dormir sem um ar. Conversando durante a visita, comentei que queria trocar o aparelho, o técnico recomendou trocar o modelo ” de janela” para o “split invert” pela economia na energia elétrica. Assim eu fiz. Comprei o Aparelho. Liguei para o técnico e marquei nova visita para retirada do velho e instalação do novo. Hoje, sábado de carnaval, as 09:00 há da manha, o rapaz bateu no portão. Abri e ele começou o seu trabalhoo com agilidade surpreendente, no meu quarto, em 20 minuots terminou a parte interna e fomos para a parte externa da casa. Começamos a conversar banalidades, e como sempre acontece, dois homens sozinhos trocando ideias, o assunto foi esquentando até chegar no sexo. Nunca havia pensado no Lincon (nome fictício) como possível parceiro para uma aventura sexual, ate por que curto homens com estrutura grande, ele e baixinho 1,65 m, magro, tem um rostinho de garoto sapeca. O safado comecou a falar que a esposa era evangélica e que ele já havia aprontado muito na vida e que após o casamento sossegou. Contou que a avó tinha um cabaré no interior do estado, e ele era o cafetão da casa e todo dia dormia com uma puta diferente. Rimos mto quando ele disse isso, e ele continuou falando que tinha saído do MT em busca de melhores oportunidades, e como nao tinha conseguido melhorar de vida, trabalhou como GogoBoy e garoto de programa em Florianópolis. Relatou que havia atendido mtas mulheres e homens mais velhos e que por causa de sua aparência juvenil e estrutura física pequena tratavam-no carinhosamente e ate o levavam para casa para dormirem juntos. Nessas dormidas o convidavam para morar junto, ofereciam casa , comida, proteção etc. Ele aceitava por alguns dias ou semana, mas logo voltava para suas apresentações de dança encima dos queijos na boate que trabalhava, a procura de outros parceiros ou parceiras. Quando a coisa apertou de verdade, ele retornou a Cuiaba. Fez amizades, em especial com outro dois rapazes, um era gay assumido e o outro, ele descobriu mais tarde, ser gay também, mostrou a foto do amigo no celular e disse que em uma noite de bebedeira havia comido o amigo. Depois envolveu-se com um casal que o marido curtia ser voyeur. Comia a esposa e gozada na boca do marido (essa era a tara do homem, beber porta do macho que comia sua esposa). Contei algumas das minha aventuras e disse que eu gosto muito de chupar um cacete de macho, que eu sou um bezerrão e adoro tomar leite direto da fonte, mas que seria melhor pararmos de conversar sobre sexo, pois eu já estava com tesão, ele respondeu ” eu também estou oom tesão e minha esposa não chupa meu pau nem me da o cu” e já terminei o serviço, agora e experimentar se o ar esta funcionando normalmente. Fomos para o quarto e ele ligou o ar, fechou a porta e ficou parado próximo a mim, eu como não sou bobo , já alisei seu pau por cima da bermuda jeans que estava usando, ele rindo de forma safada deu uma afastada falando que havia comido a esposa durante a noite e que não estava afim ( resolveu fazer charme após me deixar louco de tesão). Eu não insisti e só perguntei: vai mesmo recusar uma mamada ? O tempo tá passando… e eu sei que você também quer tanto quanto eu. Ele sorriu e eu disse tirá a camisa, ele resolveu tirar e fez um striptease particular. Ficou nuzao e deitou na cama me oferecendo o pau mole, eu perdi a cabeça e cai de boca no cacete flácido, sugando ferozmente e sentindo O bicho crescer em minha boca. Logo estava duro como uma rocha e grande. A cabeca fina e vai engrossando ate o talo. A cada garganta profunda , ele gemia mais intenso, percebi q curtia ter seu pau engolido e mais sensibilidade na cabeça, chupei, cheirei e coloquei suas duas bolas na boca, lambi sua virilha e comecei s descer para chupar seu cuzinho,ele pediu para parar pois sentia mtas cócegas, eu atendi. Parei um pouco de chupar e comecei a alisar e alisar seus pés, pedi permissão para lamber , ele disse que o pé estava sujo, eu respondi que queria daquele jeito. Sem esperar ele responder comecei a lamber seus dois pés, o safado gemeu alto e comecou a esfrega-los na minha cara e no meu peito, senti que ele assumiu a posicao de dominador, agora ele esfregava os pés onde queria, percorreu meu corpo, sentou-se na cama e comecou a abaixar minha bermuda com força, fiquei pelado e ele assustou com a grossura de minha pica, disse que mesmo a minha rola sendo maior ele iria comer meu cu. Eu me fiz submisso e comecei a pedir para somente chupar o pau, ele me mandou deitar de bruços e abriu meu rabo e cuspiu dentro e deitou encima de mim, comecou a meter devagar e quando entrou tudo, ele parou um minuto para eu acostumar, e eu, como um bom puto comecei a rebolar no cacete , ele comecou a meter sem dó, eu gemia de dor, isso o excitava. Ele me xingava de puta vadia, viado escroto, chupador de rola, filho da puta, que iria rasgar meu cu, me puxou deixando de quatro e começou a meter e dar tapas na minha bunda. Eu estava entregue. Sempre desejei um homem grande, forte e experiente fazendo isso comigo, mas quem estava fazendo era um rapaz franzino de 28 anos casado e com a esposa grávida. Sentia o pau de Lincon ir fundo em mim, ele metia forte, abria minha bunda, tirava o pau e enfiava de uma vez. Eu urrava. Ele ficava mais excitado sorrindo e metendo. Enfiou tudo de uma vez e ficou parado. Curtindo meu cu piscar, tirou o pau deitou na cama e mandou eu chupar, eu cai de boca entre suas pernas, ele pedia para eu chupar o saco, comecei a lamber e chupar, ele coloca a perna no meu ombro e eu desci um pouco mais e comecei a fazer o melhor cunete da minha vida, ele se masturbava e me xingava, colocou o pau na minha boca e tirava, batia com o cacete no meu rosto, empurrou a minha cabeça para baixo e eu voltei a chupar seu cu. Lincon se concórdia na cama enquanto batia a mais feroz punheta que eu já vi, de repente ele me puxa novamente e enfia o pau na minha boca até a garganta, sinto sua porra doce encher minha boca. Foram uns cinco jatos fortes. Eu sugava e engolia, nao largava o pau de meu novo comedor, e ele se contorcia na cama. Ele arrancou o pau de minha boca e caiu estafado do lado. Olhou para mim, sorriu e disse que eu era louco. Pediu segredo e disse confiar em mim. Que nosso lance não poderia sair do quarto. Eu disse que o que acontecia em minha casa, ficava em minha casa. Ele levantou , deu um tapa de leve na minha cara e esfregou o pau gozado no meu rosto, disse : tenho que ir. Vestiu a roupa e saiu, fui abrir o portão e quando arrancava com a moto disse : até a próxima, eu respondi : vc já sabe o caminho, quando tiver afim de uma mamada e só mandar mensagem no whats e chegar. Ele sorrindo deu tchau e foi embora.
O rapaz da foto ( que esta a esquerda) tirei da internet , mas parece demais com ele.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.