Traindo meu namorado com meu Padrasto

Primeiramente peço perdão a vocês, por um tempo fiquei sem escrever, mas estou de volta.
Quem ainda não conhece meus relatos anteriores talvez fique um pouco perdido, recomendo uma boa leitura e quem sabe uma excelente gozada.
Depois que conheci meu ursinho, tivemos altas aventuras sexuais, desde sexo no carro até mesmo na escada do bloco do condomínio, minha vida sexual está uma loucura, a única coisa que tenho certeza é que meu cuzinho continua apertadinho.


Já faz alguns meses que estou namorando, não tive mais relações com meu tio, apesar da saudade daquele cacete, nossa meu pau até babou aqui, nada de sexo no trabalho e nem com os motoristas, fiquei um bom tempo sendo leal, até que não resisti ao meu padrasto Lucas, foi na segunda-feira agora, Carnaval, minha mãe foi visitar meus avós no interior do estado e levou minha irmã junto, meu padrasto Lucas não pode ir devido ao seu trabalho, não deram folga, então só ficamos nos 2 em casa.
Desde que comecei a namorar não havíamos transado mais, nem beijo, nem carinho e nem abraço. Acho que o Lucas ficou um pouco zangado comigo, afinal o sexo nosso era muito quente e nossa relação ia um pouco além disso, ele apenas respeitou e nunca mais havia tentado nada. Ele trabalhou de Domingo para Segunda-feira, durante a noite e chegou em casa as 06h20 como todos os dias, como estou acostumado a acordar cedo, acabei levantando antes das 06h, fiz meu café e fui assistir o desfiles das escolas de samba no globo play, curiosidade: mesmo morando no interior eu adoro carnaval, fiquei jogado no sofá de camiseta regata e cueca, nem lembrava que ele ia chegar, uso aquelas cuecas box mas da perninha curta, chega até dar uma enfiadinha na bunda, ele abriu a porta e entrou, falou bom dia, ele estava quieto demais, entrou no banheiro e lá ficou por uns 5 minutos, ele saiu do banheiro com uma cara esquisita e disparadamente me perguntou: você está feliz com eu namorado? Não sente falta de mim? Ele estava nu. Fiquei paralisado e não conseguia responder. Aquele homem gostoso, cacetudo com um saco cheio de porra, eu não consegui resistir. Coloquei minha xícara na mesinha e em silêncio fui em sua direção, nossos olhares fixos, atentos, eu estava perplexo e confesso que na hora não lembrei de nada, me encostei nele, senti o seu cheiro de homem, juntei nossos lábios e começamos a nos beijar, suas mãos deslizavam sob as minhas costas, seu pau estava tão duro que entrava entre as minhas pernas próximo a virilha, e ficava roçando, ele passava sua língua no meu pescoço e me chupou, se ficou roxo? Naquele momento nem liguei, puxou meu cabelo pra trás e entre beijos e linguadas eu sentia o seu pau pulsar e me molhar com sua baba gostosa. Meu padrasto me deitou no sofá, tirou minha cueca e meu pau pulou pra fora, colocou tudo na boca e enquanto me chupava enfiou 2 dedos em mim, me enlarguecendo para me comer. Ficamos naquela posição durante alguns minutos e a cada instante mais um dedo entrava, meu cuzinho estava latejando, mas a sensação estava sendo maravilhosa. De repente ele parou, aproximou-se da minha boca e me alimentou com aquele pau maravilhoso, enfiou na minha boca, segurou minha cabeça daquele jeito gostoso que sempre fez, e fodeu forte, me fez engasgar, seu saco batia no meu rosto, que delícia, meu cuzinho piscava de tesao e vontade ser comido por ele, deixei seu pau molhadinho, ele me pegou no colo e levou pra cama, fomos nos beijando durante o percurso até o quarto, me colocou de frango assado e me penetrou, ele urrava de tesão, e fodia loucamente, meu cuzinho queria mais, virei e fiquei de 4 para ele, ele enfiou e eu comecei a rebolar, ele segurou minha bunda, sentou 3 tapas seguidos e fortes, aaaaaa que tesao de macho, socou o pau até eu sentir seus pelos me roçando e seu saco em mim, puxou meu cabelo pra trás, me beijou e me comeu com força, com tesao, com vontade. Eu não queria que aquele homem saísse mais de dentro de mim, eu estava arrepiado, meu cuzinho estava queimando, mas estava tão bom, sentir ele me comendo e escutando seus gemidos, nossos corpos suados, a força dele me segurando, apesar de amar o sexo com meu namorado, eu estava com saudade dessa pegada, eu estava com saudade do meu padrasto.
Ele me colocou de volta na posição do frango assado e me comeu olhando nos meus olhos, ele temia tanto e disse que estava perto de gozar, me beijou, concentrei naquele ursão gostoso, comecei a bater uma punheta e a gemer ainda mais alto, estava uma delícia, auge, eu estava tremendo e ele também de repente não consegui mais segurar, gozei e logo em seguida escutei os seus gemidos de alívio e senti aquela porra toda dentro e escorrendo do meu cu, era muito leite, ele tirou e pau e colocou na minha boca, tomei tudo, lambi toda aquela cabeça, que delicia, ele levantou minhas pernas e abriu minha bunda, meteu a língua e tomou todo o leite que estava escorrendo.

Continua….

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.