Virei putinha na prisão

Oi pessoas
Como não tive mais experiências novas, só me resta fantasiar. Então vou contar como se tivesse acontecido, no passado.
Bom, eu como sou divorciado, atrasei a pensão dois meses, sou vendedor e foram dois meses difíceis.
Minha ex não quiz saber de conversa e fui dormir na prisão uma semana.
Me colocaram em uma cela com mais dois presos, um negro de seus 1,75, desses que aparentam que fizeram musculação no passado e agora está meio gordinho, com aquela barriguinha de chopp, mas um peitoral avantajado e pernas fortes, troncudo, o outro com cara de malandro corpo esguio, e também na faixa de 1,70.

Sete Sensações Anestésico


Assim que cheguei o magro que atendia por Pêu, veio conversar, mas o olhar era de poucos amigos, bem ameaçador. O maior e mais velho se chama por Seu Carlos.
Todos dois maiores que eu, primeira coisa que pensei era que iria apanhar muito, mais tarde vi que levei foi muito cassete, kkkkkk
Eu sou baixo, 1,65, 80 kilos, branquinho, mas sempre tive coxas grossas e uma bundinha bem lisinha e carnuda.

Eles me cercaram com perguntas sobre mim, como fui parar ali.
Já era tarde da noite, eu quase não conseguia dormir em um colchonete que estava no chão, quando fui despertado pelo Pêu, com um tapinha na cara, – ei viado acorda que quero me divertir. Eu meio assustado e atordoado, olhei o o magro já estava nu com um cassete de uns 19 cm duro apontado na minha cara. Eu resisti até que ele me deu outro tapa na cara mais forte e disse pra eu fazer o que ele queria ou me quebraria ao meio de porrada. Foi quando Seu Carlos se levantou, afastou o Pêu, olhou bem pra mim e disse. – isso vai acontecer de qualquer jeito, você escolhe, do jeito bom ou do ruim.

Eu já tava de cu piscando de tanto tesão, mas me fazendo de bobo. Aquele lugar, eu indefeso sendo acuado por dois homens. Fiquei de joelhos, peguei o cassete do Pêu, que estava meia bomba e comecei a massagear, fui aproximando minha boca e sentindo o cheiro forte de pica e comecei a beijar e a lamber e abocanhar aquelae pedaço de carne preta e cheia de vêias, apesar de grande , não era muito grossa e cabia bem na minha boca. Ele gemia baixo e falava, – filha da puta você gosta disso seu viadinho. Nessa hora eu já tava de pau duro de tanto tesão, quando Seu Carlos se veio com sua rola, ainda mole, afastou o Pêu e disse, – Chupa que quero gozar. Esse sim era um animal de grossa, mal cabia na minha boca, devia ter uns 22 cm. Lambi,

punhetei, massageei seus ovos, botei cada um deles na boca, seu Carlos me chamava de minha linda, estava delirando. – fica de quatro que quero meter nessa bundinha. Não ofereci resistência, empinei minha bundinha e para minha surpresa, – que bunda linda, gostosa, safada. Seu Carlos caiu de boca, chupando meu cuzinho, me babando todo e me levando a loucura, depois se posicionou e eu rapidamente sai da posição e disse, – deita, deixa eu sentar primeiro. Seu Carlos deitou com seu mastro apontando pra cima, eu fui para o torno de costas pra ele, pra que ele pudesse admirar minha bundinha, posicionei aquele cabeção na entrada de meu

cursinho, que já estava todo babado e fui comendo aos poucos toda aquela rola gostosa, descia um pouco, subia e rebolava, eu estava me tremendo todo de tanto prazer, até que percebi que já estava todo encaixado e comecei a cavalgar gostoso e a gemer. Foi quando Pêu se levantou e colocou o pai dele pra eu chupar, sim era o êxtase, eu estava sentado em uma pica maravilhosa sendo todo preenchido e ao mesmo tempo chupando outra. Quando menos esperei seu Carlos mandou que eu ficasse de quatro, eu imediatamente obedeci. Ele começou a me comer e disse

no meu ouvido, agora você vai gozar minha putinha. Olho pro Pêu e falou, – se afasta, ela é minha. Ele começou a meter em um compasso gostoso, com um gosto de quem sabia comer um cu, me chamava de gostosa de putinha safada e naquele momento era tudo que eu era, uma putinha safada levando um pau gostoso e gemendo e pedindo pra que ele continuasse metendo e foi quando ele anunciou que iria gozar, eu não aguentei e gozei junto, com aquele negão gostoso me possuindo, jorrando dentro de mim e eu gozando naquele pau maravilhoso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.